"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Segunda-feira, 7 de Outubro de 2013
Resistir!



publicado por vermelho vivo às 00:52
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Julho de 2013
Demissão!



publicado por vermelho vivo às 00:42
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Julho de 2013
A frase do dia

 

"Cavaco Silva é a criatura política mais nefasta que Portugal produziu nos útimos 39 anos."

 

Ouvido num programa de rádio.



publicado por vermelho vivo às 19:04
link do post | comentar | favorito

Festa da Fraternidade 2013



publicado por vermelho vivo às 12:33
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Julho de 2013
A Voz que Conta!



publicado por vermelho vivo às 23:02
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 17 de Junho de 2013
Fascismo. Cuidado eles andam por aí...

O cidadão português Carlos Costa, no dia 9 de Junho, durante as cerimónias de comemoração do Dia de Portugal (ou o dia da raça, na natureza ideológica de Cavaco), mandou Cavaco Silva trabalhar. Parece-me uma aspiração legitima. O pouco que tem para fazer como Presidente da República é cumprir e fazer cumprir a Constituição. Ora como sabemos, nada disto tem sido feito.

O cidadão Carlos Costa foi imediatamente preso e acusado de insultar Sua Excelência, o Sr. Presidente da República Portuguesa.

Foi levado a julgamento e condenado a pagar 1300 euros de multa.

 

O cidadão Carlos Costa nega as acusações. Admite sim ter mandado Cavaco Silva trabalhar quando o Presidente da República passou por ele, mas nega ter-lhe chamado “chulo”, “malandro” e “ladrão”.

 

Ora, as testemunhas que confirmam a acusação de insulto são duas pessoas de idoneidade inquestionável. Dois polícias à paisana!!! supostamente presentes nas ditas cerimónias.

 

Já é um avanço! Na ditadura anterior bastava a palavra de um só PIDE ou a de um "bufo" qualquer.

 

Mas... não ficamos por aqui.

 

Os criminosos da alta finança, da corrupção económica, do tráfico de influências... esses, são dificeis de apanhar, julgar, e depois... é muito dificil de conseguir provar os crimes. Talvez porque nunca têm nenhum polícia à paisana por perto, julgo eu... 

 

Quanto ao cidadão Carlos Costa, foi apresentado ao Juiz e condenado sumáriamente.

 

Entretanto, a Procuradoria-Geral da República requereu a declaração de nulidade insanável do julgamento sumário porque não é admissível no caso do crime de ofensa à honra do Presidente, o recurso a julgamentos sumários.

 

Tal como o governo não compreende para que serve a lei fundamental do país: a Constituição da República, e a considera um obstáculo aos seus intuitos, também há juizes que não comprendem que a democracia tem instrumentos e regras que não existem no modelo político em que se revêm.

 

Entretanto, o primeiro-ministro assumiu no parlamento que vai rever e tentar alterar a lei da greve...

 

Cuidado! Eles andam aí...

 

Fonte: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/ministerio-publico-diz-que-julgamento-de-homem-que-insultou-cavaco-e-nulo-1597352



publicado por vermelho vivo às 08:05
link do post | comentar | favorito

Domingo, 16 de Junho de 2013
Ai Crato. Ai, Ai...

 

1º caso- Nessa lista constam 4 motoristas, sendo que apesar de terem sido informalmente todos propostos no mesmo dia, 3 deles têm a data oficial de nomeação a 28.06.2011, o outro tem como se pode ver no anúncio que se segue, a data de nomea...ção é 18.07.2011. Sabem porquê? Porque estava à espera de lhe ser emitida a carta de condução que acabara de tirar.
 
Entretanto, recebi um mail que informava que o rapaz de 21 anos e de origem brasileira tem uma longa experiência em carrinhos automáticos e que foi proposto por um emissário do Paulo Portas, o qual tinha muito boas referências do rapaz desde que frequentou um ginásio com massagens, ou seja, SPA. Com tantos motoristas do extinto ministério da cultura e de outros organismos públicos na situação de mobilidade, só sendo muito bom é que este lhes tirou a condução.
Motorista - André Viola  2011-07-18
Cargo: Motorista
Nome: André Wilson da Luz Viola
Idade: 21 Anos
 
 
 


publicado por vermelho vivo às 23:58
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Junho de 2013
Álvaro Cunhal

 

"A vida, o pensamento e a luta de Álvaro Cunhal justificam a homenagem que lhe  prestamos.
 
Uma homenagem ao homem, ao político, ao intelectual e ao artista que, neste  momento de inquietantes fenómenos de regressão social e retrocesso  civilizacional, mas também de abuso de poder, tanto mais se justifica para  demonstrar que os políticos não são todos iguais e que a actividade política  pode e deve ser uma actividade nobre.
 
Num momento em que o capitalismo está mergulhado numa das mais profundas  crises da sua história, em que no nosso país a austeridade imposta pelo grande  poder económico e pela troika se acentua, e se afirma a necessidade de encontrar  os caminhos do progresso e da justiça social, a luta, a obra e o pensamento de  Álvaro Cunhal projectam-se como contributos inestimáveis para a conquista de um  futuro que tenha como referência os valores de Abril – os valores da liberdade,  da democracia, do desenvolvimento económico, da justiça social e da  independência nacional.
 
Álvaro Cunhal morreu aos 92 anos em 13 de Junho de 2005 e o seu funeral, nesta cidade de Lisboa, com a participação de centenas de milhar de pessoas, foi bem a demonstração do reconhecimento dos trabalhadores, do povo de Lisboa e do país a esse homem de cultura integral, intrépido revolucionário de uma vida vivida de cabeça erguida, feita de verticalidade e coerência na busca incessante dos caminhos da vitória sobre a injustiça e as desigualdades e a construção de um mundo mais justo, livre e fraterno."
 
Excerto da intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral do PCP, na inauguração da Avenida Álvaro Cunhal em Lisboa
 


publicado por vermelho vivo às 18:55
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Junho de 2013
O 10 de Junho

 

Sem tirar nem pôr...

Crónica de Baptista Bastos hoje no "Diário de Notícias"                  

 

B lábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblábláblá A magistratura presidencial destina-se a manter a coesão nacional blá blábláblblábláblábláblábláblblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblá Não governo nem sou corresponsável pela política do Governobláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblá A agricultura nunca esteve tão bem como nos últimos anos blábláblábláblábláblábláblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblá Chego sempre à mesma conclusão: se tivermos uma crise política, os portugueses ficariam muito pior blábláblábláblá.

Bláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblá Estou acima das lutas político-partidárias bláblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblábláblá No meu horizonte não está a demissão do actual Governo, pelo menos durante a vigência do programa de assistência financeira blábláblábláblábláblábláblábláblábláblá-bláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá O relançamento da economia será possível com a expansão do investimento privado e o financiamento às empresas bláblábláblábláblábláblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-bláblá A demissão do Governo não deve ser feita de ânimo leve. Só em ocasiões muito especiais. Nem mesmo numa situação em que o Presidente perde a confiança no Governo bláblá lábláblábláblá blábláblábláblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblá Não comento as declarações do senhor Presidente da República; isso compete aos comentadores blabláblábláblábláblábláblblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-bláblábláblá Não percebo muito bem o discurso do senhor Presidente. Nem uma só vez se referiu ao desemprego em Portugal bláblábláblá blábláblábláblábláblábláblábláblábláblá- bláblábláblábláblábláblábláblálábláblá-bláblá Aquilo que preocupa os portugueses. Que é a crise, os problemas que os afectam, desemprego, recessão, não tiveram eco, de facto, neste discurso blábláblábláblábláblábláblá- blábláblábláblábláblábláblábláblá-bláblábláblábláblábláblábláblá O senhor Presidente da República teve um discurso muito responsável, muito galvanizador. Foi um Presidente da República da esperança bláblábláblá blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblá O Presidente da República saberá, com certeza, os temas que escolhe. Aquilo que nos parece é que faz sentido falar da agricultura, que é um tema muito importante blábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblábláblábláblá-blábláblábláblábláblá Gatunos! Gatunos! Gatunos! Demissão! Demissão! Gosto muito de paradas militares. Por isso cá estou. Mas que estão a fazer aqui estes gajos do Governo, que só têm dado cabo do país? (...) Nobre povo, nação valente (...) Às armas! Às armas!

 


publicado por vermelho vivo às 12:37
link do post | comentar | favorito

semelhanças...

 

O ministro da propaganda de Saddam Hussein diria:

"Apesar da total desvastação e destruição material do país, dos milhares de mortos que incluem centenas de crianças e idosos, apesar de grande parte dos edificios na capital se encontrarem em chamas e a guerra pender para o nosso inimigo, posso-vos assegurar que está tudo bem e não há motivos para pânico." 

 

 

Apesar dos 1.500.000 desempregados, de milhares de portugueses serem obrigados a emigrar por falta de soluções no seu país;

de milhares de famílias viverem neste momento em clara agonia;

de centenas de pensionistas já não levantarem as suas receitas nas farmácias por falta de meios;

de a pobreza estar em clara expansão;

de milhares de alunos estarem a abdicar do seu direito ao saber abandonando os estudos superiores por falta de condições financeiras;

de outros milhares de crianças terem como única refeição decente aquela que fazem nas cantinas da escola, caso essa não existisse não fariam nenhuma.

Apesar de grande parte da classe média estar a ser dizimada e transformada em novos pobres;

de o número pessoas e familias que recorrem aos centros de apoio alimentar e social aumentarem todos os dias;

apesar de Portugal ser neste momento o país mais desigual da zona euro com um enorme fosso entre os mais ricos e os mais pobres:

Apesar de a contestação a esta política e este governo estar acentuadamente a subir de tom em todos os sectores da sociedade;

Cavaco Silva considera que "a coesão nacional se mantém e que não há desestruturação social no nosso país".

 

Mas então o que é a desestruturação social?

 

Talvez por isso, esta cavacal figura me traga à memória o ministro da propaganda de Saddam Hussein.

 

Cavaco tenta desta forma justificar o seu inequívoco apoio e concordância com as políticas seguidas por este governo, a sua incapacidade de colocar Portugal à frente dos seus interesses ideológicos e agir perante a situação mais grave que Portugal atravessa desde que existe democracia.



publicado por vermelho vivo às 08:52
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo