"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010
Ufff!... Até que enfim.

Uffa!... Finalmente podemos dormir descansados. Já há acordo para o orçamento.

 

Depois de grandes e supostas insanáveis divergências. Após horas e horas de duras e renhidas negociações, aproximações, rupturas. Após centenas de horas de directos nas televisões e rádios, capas, páginas e páginas de jornais, conferências de imprensa, declarações e análises, o país estava em suspenso.

 

Acho mesmo que grande parte dos portugueses já não conseguia dormir tranquilamente ou trabalhar concentrado. A aprovação, ou não, do orçamento de estado era a preocupação geral.

 

Confesso até, que tanta preocupação e movimentação, me fez lembrar e cantarolar alguma vezes (para descomprimir, como é óbvio) aquela música de Chico Buarque "Geni e o Zepelim":

 

"...Ao ouvir tal heresia

A cidade em romaria

Foi beijar a sua mão:

O prefeito de joelhos,

O bispo de olhos vermelhos

E o banqueiro com um milhão...”

 

Mas pronto, o importante é que o orçamento vai ser aprovado e finalmente podemos todos dormir tranquilos e trabalhar concentrados.

 

Ok. É verdade que é um mau, péssimo, horrivel orçamento, mais um passo negativo e ruinoso para os trabalhadores, os pequenos empresários, as famílias, os pensionistas, ou seja para a grande maioria dos portugueses, mas pronto, vai ser aprovado e isso é bom e sossega os famosos "mercados".

 

Pronto. Também é verdade que é um orçamento que vai provocar um ainda maior declínio económico e um ainda maior retrocesso social, com mais desigualdade económica e injustiça social, que incluí mais desvalorização do trabalho e roubo de salários, congelamento de pensões, roubos no abono de família, nos apoios sociais, nas comparticipações dos medicamentos... mas pronto, este ruinoso orçamento para a maioria dos portugueses vai ser aprovado e isso é bom e sossega os famosos "mercados".

 

É ainda verdade que este orçamento não vai alterar nada no tocante aos milionários lucros da banca, dos grandes grupos económicos, nos benefícios de uma panela de interesses que gravita à volta do poder e mais propriamente dos partidos PS e PSD, que consegue alcançar com a maior facilidade grandes e pequenos cargos com chorudos ordenados, ajudas de custo, indeminizações, contratos de publicidade, consultadorias, apoios jurídicos, etc. Etc. mas pronto, este ruinoso orçamento para a maioria dos portugueses vai ser aprovado e isso é bom e sossega os famosos "mercados".

 

Como tal, é verdade que este orçamento não indicía um único sinal de mudança objectiva para inverter o caminho do abismo para onde nos empurraram os sucessivos governos do PSD e do PS ao longo destes 34 anos. Ou seja: para o crescimento e desenvolvimento económico através do patrocínio da produção nacional, da criação de empregos, da melhoria de vida da maior parte dos cidadãos portugueses, do combate à verdadeira fraude fiscal, o combate aos previlégios e uma justa tributação fiscal aos grandes grupos económicos e financeiros. mas pronto, este ruinoso orçamento para a maioria dos portugueses vai ser aprovado e isso é bom e sossega os famosos "mercados".

 

É ainda uma verdade incontornável, que este orçamento realça a falta de soberania deste nosso país à beira-mar plantado que dá pelo nome de Portugal e se transforma numa coisa que nos trás à memória a Mónica Lewinsky perante Bill Clinton. Mas pronto, este ruinoso orçamento para a maioria dos portugueses vai ser aprovado e isso é bom e sossega os famosos "mercados".

 

Ora, ora, tal como dizia alguém: "metam lá este orçamento com os "mercados" num sítio que eu cá sei".

 

E já agora acrescento eu: e metam lá também estes políticos e governantes de direita que apenas têm como divisa a defesa dos interesses do capital.

  

Porque este orçamento sempre esteve aprovado pelos dois comparsas da política de direita que ainda se deram ao deleite de fazer dos portugueses todos parvos através da farsa que encenaram ao longo destes dias todos.



publicado por vermelho vivo às 23:51
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De eduricardo a 30 de Outubro de 2010 às 22:08
Tens razão.
Nesta política de faz de conta do PS e do PSD só acredita quem quer acreditar, mas o mais revoltante é procederem como se fossem convincentes e como se fossemos parvos.
Neste caso da farsa de negociação nem faltou o amadorismo de assinarem o acordo na casa do que faz de conta que é oposição.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo