"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011
Avante! - 80 anos

 

  

A 15 de Fevereiro de 1931, na sequência da reorganização de 1929, foi publicado o primeiro número do Avante!, órgão central do Partido Comunista Português.

Assim se inicia uma gloriosa caminhada que fará do Avante! um dos exemplos mais notáveis da imprensa operária clandestina de todo o mundo.

Nos seus primeiros dez anos de existência, o Avante! sofre as consequências quer da forte ofensiva da repressão fascista quer da insuficiente preparação do Partido para fazer frente a essa ofensiva - nesse período de tempo a sua publicação é interrompida cinco vezes. No entanto, em 1935 o órgão central do Partido é publicado regularmente todos os meses e, entre 1936 e 1938, sai semanalmente, chegando a atingir tiragens de 10.000 exemplares.

Com a reorganização de 1940-1941, o Avante! estabiliza a sua publicação: de Agosto de 1941 até ao 25 de Abril de 1974 é publicado regularmente, sempre composto e impresso no interior do país, afirmando-se internacionalmente como o jornal que durante mais tempo resistiu com êxito à clandestinidade.

Ao longo dos seus quarenta e três anos de vida clandestina, o Avante! enquanto órgão central do PCP, desempenhou um papel importante e singular. A sua acção em difusão das orientações, análises e objectivos do Partido, na agitação e propaganda, na preparação ideológica, na organização, no esclarecimento, na mobilização e consciencialização dos trabalhadores para a luta, no combate pela unidade de todos os anti-fascistas - fez dele um instrumento indispensável de consulta para quem queria conhecer a história do povo português nesse período.

 

O mesmo se pode e deve dizer da intervenção do Avante! no período posterior ao 25 de Abril de 1974, no decorrer do qual ele prosseguiu o seu papel de órgão central do Partido da classe operária e de todos os trabalhadores.

Nos dias e meses que se seguiram ao derrubamento do fascismo, o Avante! foi a voz das massas em movimento - das massas conquistando a liberdade, exercendo-a, avançando para as grandes conquistas revolucionárias; dando os primeiros passos na construção de uma democracia avançada que viria a ser consagrada na Constituição da República Portuguesa, aprovada em 2 de Abril de 1976.

No tempo que se lhe seguiu - os trinta anos de política de direita (agora 35) - o Avante! tem sido o singular porta-voz das lutas dos trabalhadores e do povo português contra essa política por uma alternativa de esquerda.

Também, naturalmente, em relação à vida e à actividade partidárias, o Avante! desempenhou, ao longo dos seus 75 anos (agora 80) de vida um papel de extrema relevância, quer informando sobre a actividade, as posições e orientações partidárias, quer dando o seu contributo para o reforço e a defesa do Partido e para a compreensão da sua relação dialéctica. O seu papel no combate à acção dos grupos fraccionistas que, a partir de 1987, tentaram a liquidação do Partido, revestiu-se de enorme importância.

E da mesma forma que não é possível fazer a história de portugal sob o regime fascista sem consultar o Avante!, só consultando-o é possivel escrever com rigor sobre a revolução de Abril e a contra-revolução que se lhe sucedeu e está ainda em curso.

 

In: "Momentos de vida e luta do PCP"



publicado por vermelho vivo às 23:23
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De fernando samuel a 16 de Fevereiro de 2011 às 16:57
AVANTE!: ontem e hoje, A VOZ DOS QUE NÃO TÊM VOZ:


Um abraço grande.


De vermelho vivo a 17 de Fevereiro de 2011 às 00:25
Um forte abraço, meu grande amigo!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo