"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sábado, 11 de Junho de 2011
Vasco Gonçalves

"A liberdade não se define ou não se consubstancia, apenas, nos direitos políticos, no direito de poder falar livremente, no direito de opinar e contestar ou de se organizar colectivamente sem ser preso. A liberdade não existe de per si. São necessárias estruturas políticas, económicas, sociais, culturais que garantam o exercício das liberdades consagradas na Constituição. O desemprego, a miséria, a fome, a falta de instrução, a falta de habitação, as relações sociais de exploração são contrários ao exercício livre da liberdade. Porque a liberdade não diz respeito, apenas, à liberdade política. Mesmo esta tem condicionamentos económicos e sociais, culturais e até, ambientais. Por exemplo, o novo código de trabalho, as novas leis aprovadas em 2004 nos domínios da segurança social, da saúde, da educação, do arrendamento urbano, limitam claramente as condições de vida das pessoas, a sua formação e independência material e espiritual, a sua formação cultural, o acesso à justiça social. Têm uma influência decisiva sobre a igualdade de oportunidades, condição indispensável para o exercício das liberdades. Outro exemplo: o domínio dos meios de comunicação social de maior difusão pelo sistema do capital. A desinformação deliberada influencia negativamente a formação cultural, a formação da consciência social e política dos cidadãos, e, consequentemente, o exercício do direito à liberdade."

 

Há seis anos, desaparecia a figura física do General Vasco Gonçalves. O seu contributo no processo revolucionário do 25 de Abril continuará sempre vivo em todos aqueles que amam a liberdade. A verdadeira liberdade! Não a liberdade formatada que nos querem impingir.



publicado por vermelho vivo às 23:58
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De fernando samuel a 13 de Junho de 2011 às 18:39
VASCO SEMPRE!

Um abraço.


De António Carvalho a 30 de Junho de 2011 às 00:12
VASCO GONÇALVES,
O PRIMEIRO MINISTRO DOS: I, II, III, IV E V GOVERNOS PROVISÓRIOS DEPOIS DA REVOLUÇÃO DE 25 DE ABRIL DE 1974 QUE, DESDE LOGO, TOMOU PARTIDO COMO O MELHOR AMIGO DOS TRABALHADORES(AS) DO POVO E DO PAÍS.



De Toni a 14 de Julho de 2011 às 10:51
Amigo Carvalho, o Vasco Gonçalves esteve lá (nos Governos), com outras pessoas que lhe estavam ligadas e ao PC, com apoio da 5ª Divisão e outros apoios de poder.
Pergunto: Porque é que o PC anda sempre a dizer ao povo que "nunca lá esteve"?
Ainda há alguma memória.
Obrigado pela atenção


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo