"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Segunda-feira, 3 de Outubro de 2011
Os filhos do Cavaquismo

Cavaco Silva, esse fenómeno humano que "nunca tem dúvidas e raramente se engana", esse mesmo que se afirma um exemplo de isenção e honestidade, ou como ele próprio definiu lá do fundo do seu lamaçal, quero dizer: do alto da sua certeza, "para alguém ser mais honesto que eu, tem que nascer duas vezes". Duas!!!

Muita gente achou esta frase exagerada. Mas não. Ele tem toda a razão! É que ele fez a comparação com a sua realidade e aquela que o rodeia.

 

Cavaco Silva, além de ser uma figura marcante da política e da governação deste país pelo seu grande contributo na destruição do aparelho produtivo, por começar no seu consulado cavaquista a aniquilar as Pescas, a Agricultura e alguns sectores da Indústria. Ou seja: começou exactamente a aniquilação dos nossos recursos e capacidades e a entregar o dinheiro vindo de Bruxelas aos amigos, políticas estas que por consequência nos conduziram inevitávelmente até à situação actual. Mas isso pode ser lido aqui.

 

Voltando ao lodo Cavaquista... Ops!... Perdão!... Aos atributos desse fenómeno humano lá de Boliqueime. Ele não deixou só essas marcas indeléveis na sociedade portuguesa. Nãããão. Deixou muito mais que isso. Deixou-nos um legado de vigaristas, corruptos e afins. Que podem muito bem ser apelidados de seus filhos, pois nasceram, cresceram e proliferaram á sua frente, encostados a si ou na sua sombra e foram sempre seus protegidos.

 

Ainda a propósito: este fenómeno humano que "nunca tem dúvidas e raramente se engana", dizia há meia dúzia de meses (quando o governo era do PS) com a aquela sua voz cheia de responsabilidade: "Há limites para os sacrifícios que se podem exigir ao comum dos cidadãos".

Este mesmo fenómeno humano que "nunca tem dúvidas e raramente se engana", diz agora (que o governo é dos seus amigos do PSD), coisas como estas: "Portugal encontra-se numa situação de emergência económica, financeira e até social" como tal, todas as medidas tomadas pelo governo (por este, claro) tem o seu aval, pois são necessárias e inevitáveis. Pela minha parte... mais me apetece dizer: puta que pariu tal isenção.

 

Mas mais uma vez voltando ao lodo Cavaquista... Ops!... Deslizei outra vez. Perdão!...  Voltando ao legado Cavaquista. Encontrei esta foto ali no blog do Salvo-Conduto. Sinceramente, a primeira coisa que me ocorreu a cabeça, foi: olha os gajos do bando do Cavaco!...

Tive vontade de trazer para aqui a foto. Ia colocá-la só com o título e o link da origem. Mas... a foto também me trouxe a memória estas coisas e pronto. Fica a foto e a memória.

Com a devida vénia à montagem do Adriano.

 

Digam lá se não são uns ricos filhos?...

E como diria o outro:

Com um pai assim, não poderiam ser de outra maneira.

 



publicado por vermelho vivo às 19:47
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo