"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011
E preciso ter lata!

É preciso ter um poder de encaixe muito grande para conseguir encaixar a frase que este "parvalhão", que não tem outro nome, produziu.

 

Miguel Macedo, aqui de há uns dias atrás, em Portalegre, foi protagonista de um episódio que por si só define o seu carácter, ou a falta dele. Resolveu dar uma grande seca aos militares da GNR que prestavam o seu “compromisso de honra” e se encontravam em formatura, debaixo de um sol abrasador. Ao longo de uma hora de seca à espera de sua excelência o sr. ministro, alguns desses militares tiveram que ser auxiliados por enfermeiros e outros chegaram mesmo a desmaiar. O que levou alguns familiares e amigos dos militares a vaiarem sua excelência quando este chegou. O mais extraordinário deste episódio é que enquanto os militares tombavam devido ao calor, Miguel Macedo, banqueteava-se no restaurante mais caro e luxuosa de Portalegre, o "Tomba-Lobos". Sim porque sua excelência o sr. ministro não almoça em qualquer restaurante nem almoça apressadamente. Claro que quem paga as mordomias do sr. ministro é aqui o Zé Fabiano, quem tomba para o lado são os súbditos de sua excelência o sr. ministro.

 

Mas qual não é o meu espanto quando leio hoje nas notícias esta declaração de Miguel Macedo. Esta frase lapidar, que deve passar a constar de todos os manuais da hipócrisia.

Disse então o "traste": "Por decisão pessoal minha, amanhã mesmo, vou formalizar a renúncia a este direito que a lei me dá".

Ora este... esqueceu-se de dizer que a "por decisão pessoal minha", foi tomada depois de todo o ruído que se fez à volta do subsídio de alojamento que recebe para cobrir os seus gastos durante a estadia na capital, onde... tem casa própria.

Este "traste" esqueceu-se de dizer que a "por decisão pessoal minha", foi tomada depois de ter ROUBADO mensalmente e ao longo de 4 meses os cofres públicos em 1.400 euros.

Então, porque não foi "por decisão pessoal sua" que renunciou ao subsídio logo que tomou posse?

 

E vem este "traste" dizer que renuncia "a um direito que a lei me dá"???

E o direito dos trabalhadores e do povo a terem uma vida digna??? Alguém lhes perguntou se querem renunciar a esse direito?

E o ROUBO de parte do meu subsídio de Natal??? Alguém me perguntou se eu renunciava a esse direito?

E o direito ao subsidio de férias e de natal dos funcionários públicos??? Alguém lhes perguntou se querem renunciar a esse direito?

 

..."a um direito que a lei me dá"??? 1.400 euros de súbsídio com casa em Lisboa??? e vêm falar de sacrifícios? de déficie? de dívida pública? de aumento de impostos? de cortes nos apoios sociais? cortes na educação? aumento das taxas moderadoras? cortes no pagamento de subsídios de férias e natal?...

Em que reino é que este "parvalhão" pensa que vive?

 

Este "traste" devia sim, se tivesse um pingo de vergonha na cara como é óbvio, pedir desculpa aos portugueses pelo ROUBO efectuado aos seus impostos durante 4 meses. E depois, demitir-se. Assumindo que o seu caráter, ou a falta dele, não lhe permite pensar tanto no país, mas mais nos seus interesses pessoais, na sua vaidade e nas suas mordomias.

 

PS: Sei que os adjectivos utilizados são um pouco violentos e pouco respeitosos, mas não esperem de mim qualquer respeito por gente desta. É gente rasca, sem carácter, e para mal dos meus pecados (e da maioria dos portugueses), são "trastes" como este que governam este país.



publicado por vermelho vivo às 21:48
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Gildásio Maiato a 25 de Outubro de 2011 às 02:12
Esta gente que serve o poder capitalista e se serve do povo à muito perdeu a vergonha !
Estes podres miseráveis à muito perderam a dignidade e vergonha, pensam que tiram a dignidade dos outros com malabarismos, suportados numa comunicação social servilista , maquiavélica mesmo, lá vão passando a sua mensagem mentirosa, mas, o povo "ade" acordar, nem que seja da forma mais difícil, um cenário que deixo á vossa imaginação, se é que ainda a têm!
Esta gente despreza-nos nos gabinetes, nós, lutaremos nas ruas, nos cafés, em todo o lado, mas um dia seremos livres de verdade.
Eu acredito e tu?

Gildásio Maiato


De Anónimo a 30 de Outubro de 2011 às 19:40
bom dia

Partilho das suas ideias sobre o assunto .

Porem foi esta maioria dos portugueses que por omissão e excesso de preocupação com futebóis , novelas e Fatimas ( que não Felgueiras ) que os elegeram .

Os Portugueses gostam de ser do clube que ganha ( ou do que parece que vai ganhar )



Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo