"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Quinta-feira, 1 de Março de 2007
Cultura democrática

Este texto é escrito a quente e após a sessão referida.

Estive presente como é meu hábito na reunião pública de Junta de Freguesia (hábito interrompido apenas pela teimosia deste executivo de Junta em marcar as reuniões quando lhes dá jeito a eles e não aos Taipenses).

Percebi hoje melhor o porquê da tentativa de afastamento da população destas reuniões. As verdades são sempre incómodas e é melhor que elas não sejam trazidas à discussão.

Entre meia dúzia de assuntos levados pela Junta, foi demonstrada a preocupação do executivo pela calamidade que se vive no centro de saúde das Taipas, onde a falta de médicos está a provocar um serviço deficiente aos Taipenses que inclusive se vêem obrigados a levantar às 5.30 horas da manhã para tentarem arranjar uma consulta para o dia.

No final, tal como a lei me permite, pedi a palavra para exprimir a minha posição acerca deste ponto.

Acusei o executivo da Junta de passividade e de apenas agora, 4 meses após a primeira machadada no centro de saúde através da suspensão da valência de serviço público, ter acordado para um problema que é seriíssimo, que era previsivel, e que o PCP tinha denunciado atempadamente e abordado na reunião pública de Junta de Outubro e na Assembleia de Freguesia de Dezembro, expliquei também as razões porque esta situação era previsivel. Recordei ao Sr. Presidente as suas palavras nestas alturas, e afirmei que se não se tratasse de um caso tão sério, as suas palavras de então confrontadas com as preocupações actuais seriam motivo para rir.

Respondeu-me o Sr. Presidente dizendo que a preocupação do PCP se cingia á valência de saúde pública e reafirmou que tinha como único objectivo o proveito político.
Entre os minutos de discussão acesa surgiram outras acusações e questões, algumas delas totalmente distorcidas da realidade e outras não correspondentes à verdade (para não usar palavras feias).

Quando pedi para me deixarem responder e esclarecer o que tinham dito, fui constantemente interrompido, não sendo possível responder às questões. Pedi para que me deixassem continuar sem interrupções, pois enquanto o executivo desenrolou uma serie de acusações e insinuações, eu ouvi calado e respeitosamente o que tinham a dizer. Na impossibilidade de continuar a desmontar as palavras do executivo, democráticamente deixei-os terminar o que diziam e pedi novamente para intervir sem interrupções, respondendo às questões levantadas.

POIS É!!!  Foi-me dito que a discussão sobre o assunto terminara.

E mais!..

Num tom de ironia azeda, foi dito o seguinte (não menciono o nome pois já não tenho a certeza de quem o pronunciou):

"PODE ESCREVER O RESTO NO BLOG!"

Ficou aqui bem patente a cultura democrática deste executivo.

Sinceramente, porque me limito a escrever o que penso, não me tinha dado conta que o Blog estava a ser tão incomodativo...

Mas seguindo e seu conselho, assim farei!

Vou efectivamente dizer aqui no Blog o que não me deixaram dizer no local próprio.

Entre outras pequenas insinuações que não justificam o trabalho de escrever a resposta, duas delas merecem não passar sem a reposição da verdade.

1.º - O Sr. Secretário afirmou que o PCP só fez uma reunião com o Director depois de a Junta se ter inteirado da situação, não se justificando por isso a tarja em frente à Junta.

É MENTIRA !!! E afirmo-o com todas as letras É M-E-N-T-I-R-A !!!

Estive presente na audiência do PCP com o Sr. Director do Centro de Saúde onde entre outras coisas se perguntou se a Junta já se tinha inteirado da situação. A resposta foi que até áquele momento, NÃO.

2.º - O Sr. Tesoureiro acusou (visando indirectamente o PCP) de ao contrário desta questão, me remeter ao silêncio relativamente ao parque escolar, não demonstrando preocupação se as crianças ficavam melhor servidas na escola das Taipas ou deslocando-se para Ponte.

Respondo apenas pessoalmente.

Esta é uma falsa questão, foi posta a hipótese da mudança da escola para Ponte apenas numa primeira fase do processo de reordenamento escolar sendo quase logo abortado esta hipótese. Portanto esta questão nem existe sequer.

Quanto à alternativa apresentada pela Junta de Freguesia, ela peca por esclarecimento.
E... Por muitos esclarecimentos que possam prestar esta questão é sempre dúbia, assumo que tenho muitas dúvidas (tal como muitos Taipenses) sobre o que estava em cima da mesa.

Quando o que está em causa é uma área de reserva agrícola onde não é permitido construir, e como contrapartida à oferta de 30.000 m2 se exige licenciamento para a construção de habitações em outros 30.000 m2, é legítimo que me questione sobre quem quer e o quê. Para acreditar que apenas o centro escolar estava em causa, seria necessário ver essa doação sem contrapartidas, mas tal talvez já não interesse aos envolvidos na coisa. Por isso... Posição em questões dúbias... Só se for para denunciar a neblosidade da questão.

Enfim, aqui ficam algumas das respostas que a cultura democrática do executivo da Junta não permitiu fossem dadas em tempo real e no local apropriado.

Fiquei também a saber que honrosamente o meu Blog tem como visitantes alguns membros da Junta de Freguesia.
Bem... Eu considero prestigiante.

 



publicado por vermelho vivo às 00:45
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De paulo a 1 de Março de 2007 às 22:31
O teu blogue é uma mais valia nste mundo da web.
Um abraço com amizade
paulo


De antoniojoaquimoliveira a 3 de Março de 2007 às 14:48
Ó senhor Rogério, por favor vá aguentando, porque pelos vistos já são poucos. Mas olhe, as "coisas" só têm a importância que nós lhes damos, ou não. Mas se aguentar as secas, vá dando noticias, para a gente se ir rindo, ou chorando. Ah, mas o anterior presidente é que era ditador...


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo