"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sábado, 3 de Março de 2007
O capital e a informação

Quem esteve ontem em Lisboa, viu e participou na maior manifestação realizada em Portugal nos últimos 20 anos.

Várias fontes confirmam que

entre 130.000 e 150.000 portugueses

vindos de todo o país protestaram nas ruas da capital contra as políticas de direita do governo PS, políticas estas que provocaram entre outras coisas:

612.300 desempregados (incluindo os inactivos disponíveis e sub-emprego visível);

o agravamento da precariedade do trabalho de 19,5% em 2005 para 20,6% em 2006,

a penalização dos trabalhadores, já a partir de 2008, através do factor de sustentabilidade, ligado à esperança de vida, que, no futuro, vai reduzir de forma progressiva, todas as pensões de velhice, com consequências mais gravosas para os trabalhadores mais novos;

o aumento do IVA de 19% para 21%;

a maior taxa de imigração do pós-25 de Abril devido à ausência de condições de vida digna no seu país;

um aumento generalizado e chorudo dos lucros dos grandes grupos económicos com os bancos à cabeça, em contraponto com o aumento das dificuldades das familias mais carenciadas ou do cada vez maior número de portugueses que não consegue cumprir os seus compromissos, como por exemplo o pagamento das prestações de habitação.

Entre 130.000 e 150.000 portugueses  disseram  NÃO !!!

à degradação do Serviço nacional de Saúde através do fecho de maternidades, centros de saúde e urgências ou das taxas moderadoras para os internamentos e do favorecimento da instalação de unidades de saúde privada que obtêm grandes lucros com os contratos protocolados com o estado;

ao ataque generalizado aos trabalhadores da Administração Pública e à destruição dos serviços prestados pelo estado aos cidadãos.

Entre 130.000 e 150.000 portugueses  exigiram:

Uma nova política económica, que dinamize o crescimento, que impulsione o sector produtivo e promova o emprego com direitos;

Uma melhor retribuição do rendimento entre o trabalho e o capital, que proporcione o crescimento real dos salários e das pensões, a garantia do direito à contratação colectiva, e uma administração pública eficaz com emprego público dignificado;

a concretização de políticas sociais que reduzam as desigualdades sociais e previnam a pobreza e a exclusão social;

O direito a uma vida melhor e mais digna.

Estes milhares de portugueses foram apenas os porta-estandartes de muitos outros milhares de portugueses que por vários motivos, entre os quais a precariedade do trabalho e o medo de retaliações por parte do patronato apoiadas em leis do trabalho implementadas ao longo dos últimos anos e reforçadas por este governo, que subtilmente impedem os trabalhadores de exercerem livremente o seu direito à greve e ao protesto.

No entanto, com algumas excepções, a maior parte da comunicação social preferiu dar destaque às brincadeiras financeiras do “menino Azevedo”.

Pois!  É muito mais importante (ou mais submisso?) noticiar as diabruras do "menino Azevedo" a quem o seu papá queria oferecer o monopólio das telecomunicações do que mostrar que o povo está descontente com as políticas e trapalhadas do outro menino, o Sócrates, e seus amigos no governo deste país.

Vamos ver se o governo, vai continuar a assobiar para o lado com a ajuda na (des)informação pelos seus pivôts na comunicação social e pelos “fazedores de opinião” que apenas nos mostram e dizem o conveniente a cada situação.

Cada vez estou mais convencido que é necessário uma GREVE GERAL que abane de uma vez por todas este país e que faça o governo, a comunicação social e os empoleirados nos tachos perceber que em Portugal existem portugueses desesperados porque não tem emprego, familias que vivem com graves dificuldades, reformados a viverem sem o mínimo de dignidade, milhares de pessoas a trabalharem sem segurança pois não sabem se o seu emprego ainda existe amanhã, diáriamente vemos empresas a fechar as portas, trabalhadores a separarem-se das familias pela necessidade de tentar no estrangeiro o emprego que não tem em portugal.

E pior que tudo, não vemos sequer luz ao fundo do túnel.

Eu estou-me borrifando para as  brincadeiras financeiras do “menino azevedo” e dos outros “meninos Azevedos” que por ai se espavoneiam mais as suas poses aristocráticas e o seu protagonismo nos telejornais e jornais diários. Que desçam cá abaixo e experimentem viver com os salários e dificuldades do POVO para compreenderem o seu descontentamento. Para perceberem que enquanto falam de milhões como se de uma coisa banal se tratasse, o povo vive apenas com uns miseros tostões.

Mas a luta contra as mentiras e a política de beneficio ao grande capital do Eng.º Sócrates e companhia vai continuar! Entre outras batalhas, já no próximo dia 28 de MARÇO com a manifestação nacional da INTERJOVEM e nos dias  5 e 6 de JULHO, aqui em GUIMARÃES onde decorrerá o Conselho Europeu de Assuntos Sociais, sob a presidência portuguesa da União Europeia.

AVANTE POVO TRABALHADOR!!! 

A LUTA CONTINUA!!!

 



publicado por vermelho vivo às 23:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo