"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007
Em greve



publicado por vermelho vivo às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 28 de Maio de 2007
A manipulação dos números

O economista Eugénio Rosa, desmonta os números com que este governo PS/Sócrates constantemente tenta enganar os portugueses:

 

MANIPULAÇÃO DOS DADOS DO EMPREGO REGISTADO PELO IEFP

Uma simples análise dos dados publicados mensalmente pelo IEFP nos anos 2005, 2006 e 2007 sobre o desemprego registado torna imediatamente visível a gigantesca manipulação que está a ser feita, visando branquear a gravidade da situação neste campo e enganar a opinião pública. O quadro seguinte, construído com os dados mensais publicados pelo IEFP, torna evidente e clara essa manipulação.

Clique em cima da imagem para ampliar

Para se poder ficar com uma ideia do carácter insólito da diminuição continua do desemprego registado que todos os meses o IEFP tem anunciado, basta comparar os dados do numero de desempregados que todos os meses se inscrevem nos Centros de Emprego – linha do quadro com a designação “Novo desemprego registado no mês” – com os dados das colocações mensais - Linha do quadro com a designação “colocações no mês”.

Como mostram os dados o numero de novos desempregados que se registam em cada mês é , em média , 10 vezes superior ao das colocações. Por ex., em 2005, a soma dos novos desempregados que se inscreveram em cada mês atingiu 561.558 e o tal de colocações foi apenas de 52.114; em 2006, a soma dos novos desempregados atingiu 567.392 e o número de colocações nesse ano somou apenas 53.481; em 2007, até a Abril, o numero de novos desempregados que se inscreveram nos Centros de Emprego já atinge 177.642 e o numero de colocações também até a Abril foi apenas de 18.357.

Apesar do número de colocações ser consideravelmente inferior ao numero de desempregados que se registam todos os meses nos centros de emprego (em média, pouco mais de 1/10), os responsáveis do IEFP conseguem o inexplicável milagre: de apresentar reduções em quase todos os meses do numero de desempregados.

Assim, segundo os dados divulgados pelo IEFP, em Janeiro de 2005 existiam 471.639 desempregados registados, em Dezembro desse ano já eram 468.115, em Dezembro de 2006 tinham diminuído para 440.125 e, em Abril de 2007 já eram apenas 408.401.

Confrontado pelos representantes da CGTP no Conselho de Administração do IEFP com tão estranho e inexplicável fenómeno do desaparecimento de um numero extremamente elevado de desempregados que se inscreveram nos centros de emprego mas que não aparecem no total de desempregados divulgados todos os meses pelo IEFP, os responsáveis deste instituto publico dependente directamente do Ministério do Trabalho recusaram-se a esclarecer a situação, o que só aumentou as suspeitas sobre a falta de credibilidade dos números sobre o desemprego registado divulgados mensalmente pelo IEFP pois, como diz o ditado popular, “quem não deve não teme".

Ver todo o artigo em "odiário.info"



publicado por vermelho vivo às 09:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 27 de Maio de 2007
Parabéns!!!

O Cineclube de Guimarães apagará na sessão de hoje as velas do seu 49.º Aniversário.


Retirado do Livro: Cineclube de Guimarães, história breve

Foi com esta circular que se anunciou o início actividade em Maio de 1958 daquele que é hoje o Cineclube de Guimarães.
 

Quase meio século depois e citando a última frase do mesmo livro, pode dizer-se que ao entrar no 49.º ano de actividade, o Cineclube de Guimarães continua a escrever a sua história.

O Cineclube de Guimarães é talvez o maior Cineclube de Portugal, com uma actividade intensa e uma afirmação constante no panorama cultural vimaranense. Não admira pois, que tenha um elevado número de associados e as suas sessões de cinema tenham público em quantidade que faz inveja a muitas salas de cinema comercial por esse país fora. Para além da sua actividade cultural, é também um bom exemplo de independência e identidade, nunca se subjugando a interesses exteriores ao da própria instituição.

Eis mais um motivo de orgulho da comunidade vimaranense.

Como nada acontece por acaso, cabe aqui uma palavra de apreço às direcções que têm sabido imprimir este cunho próprio e sabido definir com objectividade o papel do Cineclube na sociedade. Todos os que passaram e os que fazem parte actualmente do Cineclube, merecem o nosso “obrigado” pelo esforço que tem dispendido ao serviço da cultura e pelo muito que nos tem oferecido.
 

O Cineclube tem levado e divulgado o cinema em vários cantos deste concelho. Em 2004, numa organização da Comissão de Festas do S. Pedro e patrocinada pela Junta de Freguesia, o Cineclube de Guimarães acedeu a realizar uma sessão de cinema ao ar livre na Vila das Taipas. (ao lado reproduz-se o cartaz de divulgação dessa sessão)

Foi mais uma aventura em que só a militância cinéfila dos elementos do Cineclube permitiu que fosse possível. Os parcos recursos financeiros só chegaram para o aluguer de uma tela/ecrã, os panfletos foram impressos numa impressora jacto de tinta, a tela teve que ser colocada na parede do prédio porque a Junta não permitia que fosse furado o chão do recinto da feira para colocar o suporte da tela, as cadeiras colocadas no recinto da feira foram emprestadas, e os operadores do Cineclube projectaram o filme pelas 22,15 quando ainda nem sequer tinham jantado. Pensaram os organizadores que a experiência poderia potenciar futuras sessões cinéfilas na Vila. Por várias razões, tal não aconteceu e a experiência ficou por esta única sessão.

PARABÉNS CINECLUBE DE GUIMARÃES!



publicado por vermelho vivo às 18:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Até quando você vai ficar sem fazer nada?

As realidades são diferentes mas a mensagem é a mesma.

"Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve
Você pode e você deve, pode crer"

Gabriel Pensador

 

30 DE MAIO - GREVE GERAL



publicado por vermelho vivo às 01:27
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Maio de 2007
Blog a visitar

O PCP/TAIPAS Blog desvenda mais uma parte do famoso negócio da CARRINHA DA JUNTA.

Clique em cima da imagem e veja.



publicado por vermelho vivo às 18:37
link do post | comentar | favorito

As quadras do Aleixo

Vós lá do vosso império
que prometeis um mundo novo,
calai-vos que pode o povo
querer um mundo novo a sério.

António Aleixo

 

Desenganem-se aqueles que pensam que o povo é burro e que pode facilmente ser iludido com meia dúzia de promessas irrealizáveis, umas festas vistosas e um circo de vitimização como distração.

Quem substima o povo desta maneira, não terá provávelmente discernimento suficiente para perceber que, uns mais cedo, outros mais tarde, perceberão que foram e continuam a ser enganados.

Começa já a recordar-se um famoso despertador colocado na vila à uns meses atrás com uma frase que falava na hora de acordar os taipenses!
 

N.B. - Um comentário inserido numa notícia no “reflexodigital” chamou-me a atenção. Entre outras coisas, dizia mais ou menos isto:

“A junta já deve ter pago a última campanha do PSD... E, talvez, já tenha um mealheiro (grande) para a próxima!”

Bem... será???



publicado por vermelho vivo às 18:30
link do post | comentar | favorito

Inúmeras razões para a greve!


publicado por vermelho vivo às 01:34
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 23 de Maio de 2007
A frase do dia

"Sócrates já cumpriu 50% da promessa eleitoral de criação de 150.000 postos de trabalho.

As estatísticas espanholas já dão 75.000 portugueses a trabalhar em Espanha."

Anónimo



publicado por vermelho vivo às 20:08
link do post | comentar | favorito

Sem comentários...


publicado por vermelho vivo às 15:52
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 22 de Maio de 2007
Traído pela verdade

O "Portugal Diário" noticía a última gafe de José Sócrates:

«O discurso de José Sócrates sobre a nova Lei da Nacionalidade surpreendeu os que prestavam atenção às palavras do primeiro-ministro. Isto porque, no meio das frases da praxe, Sócrates pediu o esforço de todos por um país mais... pobre.

"Quero deixar-vos também uma palavra de confiança, confiança em vós, nas vossas famílias e a certeza que cada um de vós dará o seu melhor para um país mais justo, para um país mais pobre... perdão, para um país mais solidário, mais próspero, evoluído", disse o chefe do Governo, corrigindo de imediato a «gafe».

Conclusão:

Mesmo os grandes mentirosos, por vezes escorregam e desnudam a verdade.



publicado por vermelho vivo às 12:25
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo