"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sábado, 26 de Março de 2011
Democracia Tomahawak

Estamos fartos de saber que o presidente Obama é pessoa de extrema sensibilidade. Mostra-o todos os dias no Afeganistão, no Iraque, na Colômbia, nas Honduras, enfim em todo o lado onde é necessário defender e aplicar os direitos humanos, a liberdade e a democracia.

E só não o mostra do mesmo modo noutros países – como a Venezuela, a Bolívia, o Equador, a Nicarágua… – porque ainda não teve condições para o fazer, mas logo que possa…

Agora, chegou a vez da Líbia ser alvo da apurada sensibilidade do presidente dos EUA – sensibilidade partilhada, com a tradicional fidelidade canina, pelos seus lacaios europeus – na modalidade de ajuda humanitária ou de protecção a civis.

Obama fez saber ao mundo que estava profundamente preocupado com o facto de Kadhafi «estar a disparar contra o seu próprio povo» – coisa que feria brutalmente a sua sensibilidade humanista e lhe provocava noites e noites de insónia… Isto porque, como também estamos fartos de saber, Obama nunca disparou (nem dispara, nem disparará) contra o seu próprio povo. Seguindo o exemplo de todos os seus antecessores no cargo – que lançaram bombas atómicas sobre civis, que mataram milhões de civis na América Latina, na Europa, na África, no Médio Oriente, etc., etc., mas que nunca dispararam contra o seu próprio povo – ele dispara, sim, mas contra outros povos. E assim os vai libertando: à bomba. E assim lhes oferece a democracia Tomahawak.

Ou seja: a extrema sensibilidade que não lhe permite disparar (até ver...) contra o seu próprio povo, impõe-lhe, exige-lhe, ordena-lhe que dispare contra o povo líbio.

E é isso que está a fazer. Em nome da democracia, da liberdade e dos direitos humanos.

Como é da praxe, os bombardeamentos sobre a Líbia são louvados e incensados por todos os comentadores e analistas de serviço, entre os quais se encontra aquele que é, sem dúvida, o mais fervoroso apreciador da sensibilidade do Prémio Nobel da Paz: o inevitável Mário Soares.

Quase tão fervoroso admirador de Obama como o foi de Carlucci, Soares canta odes à operação «Amanhecer da Odisseia» – confiante, certamente, em que o «entardecer» da dita seja ainda mais brutal, mais sangrento. Mais democrático...

 

José Casanova, in Avante!



publicado por vermelho vivo às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 14 de Março de 2011
19 DE MARÇO - DIA DE INDIGNAÇÃO E PROTESTO

Realizou-se no passado Sábado a grande manifestação da "geração à rasca". Curiosamente, ou talvez não, teve uma cobertura mediática inédita em Portugal, com directos permanentes, grandes parangonas jornalísticas, atrevo-me até a dizer que grande parte da mobilização foi feita pela comunicação social. Curiosamente, ou talvez não, participaram até os representantes laranjinhas da JSD, juventude partidária apoiante de Pedro Passos Coelho, que defende uma ainda maior precariedade no trabalho e menos direitos ainda para quem trabalha. Participaram também partidários da extrema direita vestidos a rigor (de negro e botas da tropa) com bandeiras negras. Participaram também algumas facções que defendiam o derrube de toda a classe política, sem excepções (e lá dizia Bertold Brecht: "o pior analfabeto, é o analfabeto político... o analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política..." - a ler aqui no lado esquerdo do blog).

Também confesso que tenho dificuldade em assimilar o alcance objectivo e concreto desta acção. E talvez por essa aparente ausência de identidade reivindicativa concreta e aparente inconsequência, se consiga explicar porque é que os média ao serviço do poder dominante, isto é: o capital, lhe tenham dado tanto destaque. Aliás, nas reportagens que fui vendo, havia sempre a preocupação dos jornalistas destacados para o local, de vincarem permanentemente que esta era uma manifestação apartidária, que não havia por trás a organização de partidos nem sindicatos, etc. etc. Vá lá saber-se porquê a necessidade de tanta insistência nesta tecla.

No entanto, acredito que a imensa maioria dos manifestantes, tal como os seus organizadores, participaram de boa-fé e movidos por uma causa justa, e mesmo com alguns paradoxos e contradições, sinceramente, saúdo fortemente esta acção de indignação popular, pois ela tem toda a razão de ser.

Foi também com enorme agrado que vi milhares de jovens, e menos jovens, a exercerem pela primeira vez na rua o seu direito ao protesto. Espero é que estes novos manifestantes também entendam que as acções de luta popular só têm sentido se alicerçadas em bases e objectivos concretos. Se assim não for, as acções tornam-se inconsequentes, banalizadas e posteriormente, essa inconsequência levará à desmobilização. Nesse sentido, para mim e para muitos milhares que já cá andamos há uns anitos, é com satisfação e alegria que os saudamos e afirmamos: BEM VINDOS À LUTA, COMPANHEIROS!

 

Assim, teremos já no próximo Sábado, dia 19 de Março, em Lisboa, a manifestação convocada e organizada pela CGTP-IN.

Não será uma manifestação de participação "porque sim" "porque é giro" ou "porque toda a classe política devia ser banida"...

Será uma manifestação de INDIGNAÇÃO E PROTESTO: CONTRA O DESEMPREGO, CONTRA A PRECARIEDADE, CONTRA OS BAIXOS SALÁRIOS, CONTRA A DESIGUALDADE NA DISTRIBUIÇÃO DA RIQUEZA, CONTRA O PERMANENTE AUMENTO DO CUSTO DE VIDA, CONTRA AS INJUSTIÇAS SOCIAIS.

Não será uma manifestação "contra tudo e contra todos" nem uma manifestação "contra ninguém". Será uma manifestação de censura às políticas de direita executadas pelo governo do PS/Sócrates com a colaboração do PSD (Aqui não veremos de certeza os jovenzinhos laranja da JSD). Será uma manifestação de exigência de mudança de políticas.

 

No Sábado lá estaremos em Lisboa. Espero que se juntem aqueles que já andam na luta à uns anitos e aqueles que só agora despertaram para a realidade de que NA LUTA ESTÁ O CAMINHO E A FORÇA PARA A MUDANÇA!

 



publicado por vermelho vivo às 01:18
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 13 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história e luta

Os 90 anos do Partido Comunista Português ocuparam este espaço durante toda a semana.

Foram apenas uns poucos e breves momentos sobre uma longa e gloriosa história. E como uma imagem vale por mil palavras, a opção foi o recurso a algumas imagens existentes na net.

Mas lembrar a história do Partido Comunista Português implica inevitavelmente recordar Álvaro Cunhal. Assim, termino esta alusão em imagens aos 90 anos deste GRANDE COLECTIVO, com um video sobre Álvaro Cunhal.

A história dos 90 anos do Partido Comunista Português vai continuar a estar presente por aqui em vários "post's", mas mais em escrita e menos em imagens.

 

VIVA O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS,

Partido dos trabalhadores portugueses!

Partido indispensável para a transformação progressista da sociedade!

 



publicado por vermelho vivo às 01:03
link do post | comentar | favorito

Sábado, 12 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história

 

OS CONGRESSOS DO PCP

 



publicado por vermelho vivo às 22:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história

 



publicado por vermelho vivo às 00:07
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 10 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história

No dia 23 de Maio de 2009, 85.000 portugueses participaram em Lisboa na Marcha Protesto, confiança e luta! convocada pelo PCP no âmbito da CDU. Uma gigantesca e impressionante manifestação, inédita em Portugal.

Com toda a propriedade se pode aplicar aqui o slogan: "Assim se vê, a força do PC".

Um dia histórico na vida do PCP e inesquecível para quem participou na marcha e para todos aqueles que lutam por um mundo melhor, mais justo e mais solidário.

 

 



publicado por vermelho vivo às 01:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 9 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história

 

Marcha Liberdade e Democracia

50.000 participantes na Marcha da Liberdade e Democracia convocada pelo PCP, inundaram as ruas de Lisboa no dia 1 de Março de 2008, numa impressionante manifestação em defesa das liberdades, da democracia e de Abril.

 

 



publicado por vermelho vivo às 00:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história


publicado por vermelho vivo às 01:00
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 7 de Março de 2011
PCP - 90 anos de história


publicado por vermelho vivo às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 6 de Março de 2011
90.º Aniversário do PCP



publicado por vermelho vivo às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo