"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sábado, 18 de Junho de 2011
FESTA DA FRATERNIDADE 2011

Um imprevisto, obrigou a que a data da VI FESTA DA FRATERNIDADE, tivesse que ser alterada.

Assim, a VI FESTA DA FRATERNIDADE não se realizará na data inicialmente programada de 8 e 9 de Julho, mas sim nos dias 15 e 16 DE JULHO DE 2011 (fim-de semana seguinte).

Agradecemos a todos os camaradas e habituais participantes, que divulguem esta alteração.

 

 

Retirado de "pcptaipas.blogs.sapo.pt"



publicado por vermelho vivo às 13:19
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Junho de 2011
O mesmo imperialismo de sempre

"...Tal como o ataque à Jugoslávia e a farsa do julgamento de Milosevic, o Tribunal Penal Internacional está a ser utilizado pelos EUA, França e Grã-Bretanha para processar Kadafi enquanto as suas reiteradas ofertas de um cessar-fogo são ignoradas. Kadafi é um Mau Árabe. O governo de David Cameron e os seus prolixos generais de topo querem eliminar este Mau Árabe, assim como a administração Obama matou recentemente um Mau Árabe famoso. O príncipe coroado do Bahrain, por outro lado, é um Bom Árabe. Em 19 de Maio foi calorosamente saudado na Grã-Bretanha por Cameron com uma foto nos degraus da Downing Street 10. Em Março, este mesmo príncipe coroado chacinou manifestantes desarmados e permitiu que forças sauditas esmagassem o movimento pela democracia no seu país. A administração Obama concedeu um prémio à Arábia Saudita, um dos mais repressivos regimes da terra, com um acordo de US$60 mil milhões para armamentos, o maior da história dos EUA. Os sauditas têm a maior parte do petróleo. Eles são os Melhores Árabes..."

 

Ler texto completo aqui



publicado por vermelho vivo às 23:48
link do post | comentar | favorito

Domingo, 12 de Junho de 2011
Porque hoje é Domingo...

Não se trata de revivalismo ou saudosismo. Trata-se de puro prazer musical com o excêntrico e extraordinário Ian Anderson e os seus Jethro Tull. Há bandas que são eternas.

 



publicado por vermelho vivo às 14:47
link do post | comentar | favorito

Sábado, 11 de Junho de 2011
Vasco Gonçalves

"A liberdade não se define ou não se consubstancia, apenas, nos direitos políticos, no direito de poder falar livremente, no direito de opinar e contestar ou de se organizar colectivamente sem ser preso. A liberdade não existe de per si. São necessárias estruturas políticas, económicas, sociais, culturais que garantam o exercício das liberdades consagradas na Constituição. O desemprego, a miséria, a fome, a falta de instrução, a falta de habitação, as relações sociais de exploração são contrários ao exercício livre da liberdade. Porque a liberdade não diz respeito, apenas, à liberdade política. Mesmo esta tem condicionamentos económicos e sociais, culturais e até, ambientais. Por exemplo, o novo código de trabalho, as novas leis aprovadas em 2004 nos domínios da segurança social, da saúde, da educação, do arrendamento urbano, limitam claramente as condições de vida das pessoas, a sua formação e independência material e espiritual, a sua formação cultural, o acesso à justiça social. Têm uma influência decisiva sobre a igualdade de oportunidades, condição indispensável para o exercício das liberdades. Outro exemplo: o domínio dos meios de comunicação social de maior difusão pelo sistema do capital. A desinformação deliberada influencia negativamente a formação cultural, a formação da consciência social e política dos cidadãos, e, consequentemente, o exercício do direito à liberdade."

 

Há seis anos, desaparecia a figura física do General Vasco Gonçalves. O seu contributo no processo revolucionário do 25 de Abril continuará sempre vivo em todos aqueles que amam a liberdade. A verdadeira liberdade! Não a liberdade formatada que nos querem impingir.



publicado por vermelho vivo às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 7 de Junho de 2011
Constatação óbvia...

"Numa eleição em que a esquerda foi devastada por uma onda de direita, é preciso ser muito forte para aumentar deputados e aguentar um aumento razoável da abstenção. O que mostra, de forma óbvia, que o PCP é uma força política que não está destinada a morrer com o envelhecimento da população e dos seus militantes. Pelo contrário, o partido de Jerónimo de Sousa mostrou nestas eleições que consegue captar o voto dos novos eleitores e está para durar e lavar, contra ventos, marés e tempestades."

 

António Ribeiro Ferreira, in Correio da Manhã



publicado por vermelho vivo às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 3 de Junho de 2011
Vamos mudar de rumo!


publicado por vermelho vivo às 19:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 2 de Junho de 2011
A vitória da democracia!

 

COMÍCIO DA CDU É NO TEATRO CIRCO!

 

Tribunal Constitucional deu razão à CDU!

 

O Tribunal Constitucional deliberou ontem, por unanimidade, negar provimento ao recurso interposto pelo Governador Civil do distrito de Braga à decisão da Comissão Nacional de Eleições que dava razão à CDU na sua pretensão de usar a Sala Principal do Teatro Circo de Braga. Ou seja, perante esta decisão do Tribunal Constitucional, que não é passível de recurso, o Governador Civil do Distrito de Braga deve agora proceder à requisição do Espaço, para garantir o direito da CDU de o usar para a acção de campanha eleitoral.

Importa assinalar os momentos essenciais de um processo que começou há mais de mês e meio. A CDU solicitou a utilização da Sala Principal do Teatro Circo de Braga, no dia 21 de Abril. A Administração do Teatro Circo e posteriormente o Governador Civil recusaram essa possibilidade na base de uma avaliação sobre a natureza desta sala de espectáculos. O Governo Civil usou de todos os os meios para tentar impedir a acção da CDU, designadamente o adiamento das decisões, por forma a criar maiores dificuldades.

A Administração do Teatro Circo invocou ainda – num texto que a CDU não pode deixar de denunciar vivamente pelo tom pouco digno perante uma aspiração legítima de uma força concorrente às eleições de 5 de Junho – a programação de um espectáculo para trinta crianças, às 15h30 (5 horas antes da iniciativa da CDU!) para justificar a tentativa de impedir essa utilização.

O Governador Civil apresentou como supostas alternativas, praças e espaços públicos e salas de dimensão em tudo diferentes do Teatro Circo.

Como a CDU afirmou, na sua reclamação para a Comissão Nacional de Eleições, apenas por manifesta má fé pôde o Governador Civil fazer uma tal sugestão.

A Comissão Nacional de Eleições, por duas vezes, deu razão à CDU e notificou o Governador Civil para que este procedesse à requisição do Teatro Circo.

Das duas vezes, o Governador Civil recorreu dessa decisão para o Tribunal Constitucional, que veio agora em definitivo dar razão à CDU.

Perante uma tal decisão, a CDU quer saudar vivamente um acórdão que derrota em toda a linha os argumentos quer do Teatro Circo, quer do Governador Civil, derrotando, particularmente a atitude discriminatória e a arbitrariedade destes agentes políticos.

De facto, este acórdão, na linha das decisões anteriores do Tribunal Constitucional, clarifica que nem o Teatro Circo, nem nenhuma outra sala, se pode furtar a disponibilizar os seus espaços, por mero preconceito relativamente à acção eleitoral.

A CDU chama a atenção para o facto de dois quadros nomeados um pelo Governo do PS (o Governador Civil) e outro pela Câmara Municipal de Braga (que é proprietária do Teatro Circo), para lugares de confiança política, usarem as suas posições para tentar criar dificuldades ao exercício democrático de realização de iniciativas eleitorais.

A CDU sublinha que a campanha eleitoral é um período especialmente destinado ao esclarecimento e à mobilização eleitoral e caracteriza-se por um regime especial de que gozam as candidaturas no que respeita a certos direitos e liberdades, designadamente no reforço do direito de reunião para fins eleitorais e no acesso a meios específicos para o prosseguimento de actividades de propaganda como por exemplo, o direito de antena ou a utilização de salas de espectáculos e edifícios ou recintos públicos.

E que as entidades públicas estão especialmente obrigadas a observar e garantir esses direitos. Nem a Administração do Teatro Circo, nem o Governador Civil tiveram essa atitude.

A CDU não desistiu, nas anteriores eleições face a um resultado negativo. O Teatro Circo foi palco, ao longo dos anos, de muitas batalhas pela liberdade, pela democracia. No Teatro Circo, a razão e a persistência da CDU conquistaram hoje mais um espaço para defesa das liberdades democráticas e do direito de expressão e manifestação.
 

A CDU, apesar do desenvolvimento tardio dessa decisão e dos aspectos técnicos muito difíceis de resolver, valorizando o resultado obtido, que servirá de ponto de partida para futuras utilizações, realizará o comício de hoje no Teatro Circo de Braga



publicado por vermelho vivo às 17:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo