"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Segunda-feira, 25 de Março de 2013
Sessão Cultural Evocativa de Álvaro Cunhal

A sessão cultural evocativa da dimensão humana, militante, artística e intelectual de Álvaro Cunhal, realizada na tarde do dia 23, encheu a transbordar a Aula Magna da Universidade de Lisboa. Promovida por uma comissão da qual faziam parte mais de duas dezenas de personalidades do mundo da cultura, das artes, da ciência, do desporto e do trabalho, a sessão contou com momentos de música erudita, fado, jazz, canção de intervenção, dança e poesia, trazidos por dezenas de talentosos artistas

 

 

Ver mais AQUI e AQUI



publicado por vermelho vivo às 20:35
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Março de 2013
Fundamental para o nosso futuro colectivo

 

Passos, Portas, Gaspar e afins...

 

 



publicado por vermelho vivo às 12:17
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Março de 2013
Porque hoje é Domingo...

E porque... O sonho é a nossa arma

 

Há quem julgue que nos venceu
só porque estamos para aqui, famintos e nus,
de novo sem terra nem céu.
a apanhar do chão, às escondidas do luar,
os frutos podres caídos dos ramos.

Mas não.

Temos ainda uma arma de luz
pura lutar;
SONHAMOS.

…enquanto os outros, os traidores, 
sem lutas nem cicatrizes 
entregam a terra ao rasto dos gamos 
e douram os olhos dos velhos senhores 
com voos de perdizes...

Sim. Sonhamos.
E o sonho quem o derrota?
- mesmo quando vamos
perdidos na rota
de um barco sem remos
na tempestade de um vulcão.

Sim, camaradas, sonhamos.

SONHEMOS!

O Sonho é também acção.

 

José Gomes Ferreira



publicado por vermelho vivo às 10:41
link do post | comentar | favorito

Domingo, 10 de Março de 2013
Porque hoje é Domingo...

E porque esta intervenção de JOANA MANUEL é de uma profundidade que torna a sua audição e divulgação obrigatórias.

 



publicado por vermelho vivo às 14:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 8 de Março de 2013
PCP - 92 anos

"Devemos sublinhar que as características fundamentais do PCP que constituem a sua identidade e foram adquiridas ao longo da sua existência e da sua luta, não correspondem a princípios, conceitos e práticas intemporais e imodificáveis. Elas têm um conteúdo próprio e diferenciado pois foram caldeadas pelo trabalho colectivo, pelo envolvimento no movimento de massas, pela militância, pelo sentido participativo, a generosidade e a disponibilidade revolucionária dos seus membros. Tais características fundamentais correspondem assim a princípios, conceitos e práticas desenvolvidas e enriquecidas com criatividade pelo próprio Partido. Elas são condição indispensável para que o PCP continue a ter na vida nacional a intervenção de que o povo português necessita e que o PCP está em condições de concretizar porque é e continuará sendo um partido comunista."

 

Excerto da intervenção do Secretário-Geral do PCP, Álvaro Cunhal, na abertura do XIII Congresso (Extraordinário) de Maio de 1990.



publicado por vermelho vivo às 00:11
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Março de 2013
Ainda sobre a República Bolivariana da Venezuela

Quando tantas discussões se fazem a nível nacional e internacional sobre o afastamento dos cidadãos da política e sobre a elevadíssima abstenção eleitoral ou sobre o descontentamento generalizado dos cidadãos relativamente ao estado em que se encontra a democracia, vale a pena atentar nestes dados sobre as eleições e o exercício de cidadania na Venezuela.

Nas eleições de1993 a participação eleitoral foi de 60%. Em 1998, quando foi eleito Hugo Chávez, situou-se nos 63,45%. Em 2006 aumentou para 74,7%. Em 2012 (último registo) a participação eleitoral foi de 80,9%.

Mas vale a pena atentar também nestes dados:

Em 1998 Chávez foi eleito com 3.673.685 votos. Em 2006 obteve 7.309.080 votos. Em 2012 alcançou o extraordinário resultado de 7.444.062 votos.

Mas, supostamente, a democracia é apenas aquela que se pratica na maioria dos países europeus e nos EUA, países que se arrogam como modelos democráticos exemplares e se sentem até no direito de classificar como ditaduras outros modelos como… este modelo Bolivariano da Venezuela.

Abram-se os olhinhos e tirem-se as devidas conclusões!

 

 

Mais ainda:

 

Quando em Portugal os governantes andam escondidos porque quando saiem à rua são enxovalhados pelos cidadãos.

Quando o presidente da república está enclausurado entre as paredes de Belém (por falar nisso, ainda temos presidente da república?).

Perante a realidade portuguesa, a fotografia abaixo dispensa qualquer tipo de legendas ou comentários.

 

 



publicado por vermelho vivo às 15:26
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Março de 2013
Sobre a revolução socialista Venezuelana e Hugo Chávez

Muito se dirá e contra-informará sobre a Venezuela e Hugo Chávez Frias nos próximos tempos. Tenho quase a certeza que todas as abordagens terão como referência o populismo, os conflitos, a amizade com o irão, a suposta ausência de democracia... enfim, a versão asquerosa da hipocrisia capitalista.

Seria fastidioso evocar aqui, todos os avanços sociais da sociedade venezuelana durante os últimos 15 anos, do combate ao analfabetismo, da espantosa redução da pobreza e da exclusão social, da redução da mortalidade infantil em 50%, do acesso aos cuidados de saúde, do direito ao ensino e à educação, da melhoria de condições de vida para milhões de venezuelanos residentes nas favelas, do salário mínimo mais elevado da américa latina... As 14 eleições e referendos a que Hugo Chávez Frias e a coligação política que o apoiava se submeteram, ao longo destes 15 anos, avalizadas sempre por missões de observadores enviadas pelas instituições internacionais mais exigentes (ONU, União Europeia, Centro Carter e outras).

Para mim, toda a substância do percurso revolucionária venezuelano está estampada aqui neste video.

Quando o povo é a principal e mais forte muralha de defesa de modelo instituido, a conclusão é óbvia.

Num processo singular e histórico, o povo foi capaz de derrotar o golpe de estado protagonizado pela oligarquia venezuelana, com o apoio de altas patentes das forças armadas, da igreja, dos EUA e da Colômbia, com uma fortissima campanha contra-informativa e conspiradora dos média venezuelanos e internacionais.

Este acontecimento histórico reflete o apoio do povo venezuelano ao seu presidente, à sua constituição e ao modelo socialista em vigor. Tudo o resto... são fait-divers.

 

Para quem esteja disposto a gastar um pouco do seu tempo a ver este filme, ficará a perceber a razão da existência de tanto ódio dos pseudo-democratas europeus e americanos, à revolução bolivariana.

Lá, na Venezuela, foi sempre o povo e os trabalhadores os destinatários das medidas e políticas desenvolvidas pelo governo socialista de Hugo Chávez Frias e da coligação MVR e aí se encontra a explicação para o enorme apoio popular à REVOLUÇÃO BOLIVARIANA.

 



publicado por vermelho vivo às 21:37
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Março de 2013
Torcato Ribeiro - Candidato da CDU

 

O candidato à Câmara Municipal de Guimarães deste grande movimento de unidade democrática, que é a CDU, é um cidadão, amigo e camarada que nos enche a todos de confiança e orgulho.

José Manuel Torcato Ribeiro é o nosso candidato.

Torcato Ribeiro é o candidato com o qual, permitam-nos a expressão, os vimaranenses contam e de cuja candidatura fazem parte.

Vimaranense de raiz, mas com uma visão e uma prática que não o circunscrevem ou limitam à anedota bairrista, antes pelo contrário, o seu amor à cidade e ao concelho enriquece a sua visão cosmopolita, solidária e fraterna em relação às vivências que o cercam, rompendo os horizontes fechados de uma visão paroquial da vida e do mundo.

Quando em 1976, com 18 anos, adere à união da Juventude Comunista, Torcato Ribeiro assume, limpidamente, como sempre o fez na vida, a sua condição de classe  e seu lado da barricada, ou seja, com o povo e os trabalhadores, onde o seu contributo individual se reforçará num colectivo corajoso e combativo, na demanda de uma vida mais justa assente nos imorredouros valores de abril.

Operário, pois, mas operário em contrução, sempre, como dizia o poeta “… Ele não cresceu em vão/Pois além do que sabia/- Exercer a profissão - O operário adquiriu/Uma nova dimensão”, e essa dimensão de partilha colectiva e consequente com os outros levou e leva José Manuel Torcato Ribeiro a uma intensa participação no movimento associativo local, estando diretamente envolvido com o que de melhor e substantivo se fez e faz em Guimarães.

E a este respeito, permitam-nos que sublinhe a lisura do nosso candidato que pediu, em reunião preparatória, que não se fizesse uso nominal das várias associações a que pertence bem como às actividades que ajudou a construir e levantar -  por uma questão de respeito pelos outros e por repulsa por qualquer tipo de oportunismo – o que o diferencia, pois, daqueles que buscam, na “espuma da vida”, a fotografia para o portfólio da vidinha política e cujo vimaranensismo termina na ponta do umbigo do próprio ou no do amigo.

Torcato Ribeiro é, nós que o conhecemos, alguém que resolve, aquele de quem imediatamente sentimos falta, como amigo, é certo, como camarada, claramente, mas sobretudo porque tem a extraordinária qualidade de nos fazer felizes e acreditar que hoje mesmo, se quisermos, ele estará ao nosso lado para demandar os caminhos que colectivamente decidirmos trilhar.

Operário, na juventude, apaixonado pela cultura, encenador, actor, formador, dirigente associativo, hoje, empresário em nome individual, sócio e dirigente associativo de várias colectividades culturais e desportivas, vereador da Câmara Municipal – cargo que exerce com elevada responsabilidade, fiscalizando e propondo, com rectidão, honestidade e competência.

Torcato Ribeiro, vimaranense dos quatro costados, capaz de dialogar com todos sem abdicar de princípios, capaz de estabelecer pontes e encontar soluções rigorosas e de qualidade, profissional reconhecido, cidadão empenhado e, sobretudo, um amigo nosso e vosso, um excelente e abnegado camarada com quem contamos e em quem podemos confiar.

José Manuel Torcato Ribeiro, eis o nosso candidato. Com  Guimarães nas mãos e Abril no coração.

 


Intervenção de Ana Amélia na apresentação do Candidato à Câmara Municipal pela CDU

 





publicado por vermelho vivo às 18:12
link do post | comentar | favorito

Domingo, 3 de Março de 2013
Porque hoje é Domingo...

Porque é um belo texto retirado do excelente romance "O Caminho das aves" de José Casanova.

E... porque os amigos estão sempre presentes.

 



publicado por vermelho vivo às 10:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo