"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Domingo, 7 de Outubro de 2007
Os traumas de Sócrates - primeiro-ministro

"O Partido Comunista confunde o direito de se manifestar com o direito de insultar. Não são a mesma coisa”

"O Partido Comunista não aprendeu nada, não evoluiu nada. Onde quer que eu vá fazem manifestações, utilizando os seus dirigentes sindicais”

José Sócrates, Primeiro-ministro de Portugal, em reacção a uma manifestação de protesto de sindicalistas em Montemor-o-Velho.

 

Este Senhor que se diz engenheiro e que foi eleito primeiro-ministro deste país por força da demérito dos outros, ou seja, por incompetência do PSD enquanto governo e por uma jogada política do então Presidente da República, o socialista Jorge Sampaio, sofre concerteza de um enorme trauma com os Comunistas.

Ele já confunde a insatisfação do povo perante as suas políticas neoliberais, os protestos populares, os protestos sindicais ou protestos laborais com movimentações comunistas. E, quando considera os justos protestos efectuados de insultos, o seu trauma já lhe encaminha o raciocínio para um lado subversivo (só na cabeça dele) desta cambada de comunistas.

 

A resposta esclarecedora foi-lhe dada por Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do Partido Comunista Português:

«... José sócrates ou se precipitou e estava a mentir ou então o país está cheio de comunistas prontos a lutar...»

«seria bom sinal se os protestos envolvessem apenas comunistas. Isso significaria que o PCP teria maioria absoluta nas próximas eleições».

 

E disse mais, Jerónimo de Sousa:

 

«É estranho que um homem que se diz tão moderno use argumentos que fizeram escola antes do 25 de Abril, quando, sempre que o povo lutava, se dizia “cuidado que são uma cambada de comunistas”»

«Pode o primeiro-ministro fazer as acusações que quiser. Nós estaremos lá, na primeira linha de combate, em defesa do Serviço Nacional de Saúde, da escola pública, dos direitos justos dos professores, dos trabalhadores com salários em atraso ou ameaçados de despedimento, dos pequenos agricultores e empresários»

 

Além do trauma do nosso primeiro-ministro em relação aos comunistas, outro facto deve ser realçado nesta manifestação de Montemor-o-Velho.

“Face à concentração dos sindicalistas, elementos da GNR rodearam-nos com uma fita plástica tentando que permanecessem no local ao mesmo tempo que identificavam algumas pessoas.”

“Momentos antes da chegada de José Sócrates, os elementos da GNR retiraram aos sindicalistas uma faixa o que os levou a gritar palavras de ordem como "25 de Abril sempre - Fascismo nunca mais", ao mesmo tempo que apupavam a acção das forças de segurança.”

Para o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, a actuação da GNR foi "completamente absurda e uma vergonha". Acrescentou que naquele local os que não aplaudiram o primeiro-ministro foram isolados pela GNR enquanto os que têm razões para aplaudir se podiam deslocar livremente.

Noticia na SIC/TV

 

33 anos depois da revolução libertadora de Abril, é cada vez mais necessário lutar e afirmar: 25 de Abril sempre - Fascismo nunca mais!

 

33 anos depois da revolução libertadora de Abril, torna-se cada vez mais necessário a união de todos os verdadeiros democratas na frente de luta, em defesa dos valores da democracia e da liberdade que Abril conquistou.

 

Este PS, de Partido Socialista não tem rigorosamente nada. Este PS é apenas um vergonhoso Partido Socrático. Um partido de cócoras ao seu lider, com a preocupação única de se manter no poder, de beneficiar os grandes grupos económicos, que por sua vez lhe impõem as políticas a conduzir, e sem respeito nenhum pela democracia e pelas liberdades.

 

No próximo dia 18 de Outubro na GRANDE MANIFESTAÇÃO DE LISBOA, os portugueses vão seguramente dar a resposta a estes figurões!

 

A LUTA CONTINUA!



publicado por vermelho vivo às 23:19
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De gr-gr a 8 de Outubro de 2007 às 00:11
Insulto é
Um 1º ministro dizer que;
não há fome em Portugal?
há menos desemprego?
os reformados estão a ter todos os cuidados?
Insulto é,
encerrarem o Núcleo do IPO de Sintra?
Os 2000 cancerosos onde poderão ser tratados?
reprimir manifestações sindicais
Insulto é,
Repetir as palavras de Salazar, num país onde ainda há Cravos de Abril!

Por tudo isto e muitos mais,
No dia 18 estaremos todos na Grande Manifestação a Manifestarmo-nos, um Direito que a nossa (mutilada) Constituição da Republica consagra!

GR


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo