"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007
Somos muitos mil!!!

A política neoliberal deste governo, teve uma resposta clara e inequívoca na manifestação convocada e organizada pela CGTP-IN, ontem em Lisboa.

 

200.000 portugueses manifestaram a sua insatisfação pelo estado em que o PS/Sócrates está a pôr a nação.

 

 

Na cabeça José Sócrates deverá ter passado:

200.000 comunistas???! Estes comunistas não cedem? Não pode ser verdade!!!

 

E não é.

Eram 200.000 portugueses, comunistas, bloquistas, sociais-democratas e muitos socialistas que não se reveêm na governação do seu partido, que se consideram enganados e contestam abertamente esta linha profundamente neoliberal e autoritária praticada por estes usurpadores do seu património democrático - com Sócrates a comandar - e que o delapidam sem escrúpulos.

O povo e os trabalhadores de todo o país, deram um sinal inequívoco de que não aceitam a implementação da flexigurança, a continuação do aumento do desemprego, da precariedade no trabalho, os baixos salários, a desigualdade na distribuição da riqueza nacional, a exclusão social, a falta de democracia, o ataque anti-democrático e sem precedentes aos sindicatos, a imigração como única alternativa de vida digna, a protecção ao capital, a consolidação do défice à custa do empobrecimento dos portugueses, da destruição dos serviços públicos de apoio aos cidadãos como a saúde, a educação, a justiça, etc.
 

200.000 portugueses - que representam muitas mais centenas de milhar de trabalhadores que por várias razões, entre as quais, a precariedade no emprego e o medo do desemprego que se vive actualmente neste país, não puderam estar presentes e darem também o seu contributo - deram um sinal inequívoco de que exigem uma inversão nas políticas neoliberais praticadas por este governo PS/Sócrates. Exigem um pais mais solidário e mais social, mais justo, e um Portugal de e para todos e não o actual paraíso de meia dúzia à custa da exploração e da pobreza de muitos milhões.

O número de 200.000 participantes, atingidos na manifestação convocada e organizada pela CGTP-IN, são bem claros quanto ao crescimento da insatisfação e da revolta do povo e dos trabalhadores:
Em Outubro do ano passado participaram na manifestação da CGTP-IN 100.000 portugueses, em Março deste ano participaram 150.000, agora, participaram 200.000. Na greve geral de Maio participaram 1.400.000 trabalhadores. Este crescendo denuncia perfeitamente o estado da insatisfação que se vive e que cada vez tem mais aderentes.
 

A partir desta mega-manifestação, nada será como antes. Os trabalhadores deram uma cabal demonstração da sua consciência de classe e deixaram claro que estão disponíveis para a luta. Este é apenas mais um passo na luta que se trava, porque, a luta continua e cada vez com mais força.
 

Mesmo que a maior parte da comunicação social relegue para segundo plano o protesto e a insatisfação manifestada por 200.000 portugueses, preferindo antes prestar vassalagem aos seus patrões, donos do capital, e direccionando as manchetes para os acordos que o Sr. Sócrates conseguiu com os seus parceiros europeus e que vão resultar em mais sacrifícios e mais exploração para o povo e os trabalhadores portugueses, estes escribas a soldo do capital, nem sequer se dão ao trabalho de questionar ou fazer o contraditório do conteúdo desses acordos.

Mesmo que parte da comunicação social relegue para segundo plano o protesto e a insatisfação manifestada por 200.000 portugueses, preferindo antes preocupar-se com os atentados à senhora Benazir Bhutto lá no Paquistão, nós trabalhadores, sabemos que somos muitos. Que somos muitos mil e estamos determinados a lutar para defender os nossos direitos e determinados a lutar por um país diferente deste que o PS e Sr. Sócrates nos querem impôr.

 

Parabéns à CGTP-IN pela capacidade de liderar a justa luta que os trabalhadores portugueses travam e, pela sua capacidade de mobilização, provando a sua forte ligação com o mundo laboral e demonstrando que, ao contrário do que dizem os figurões que nos (des)governam, é inquestionavelmente o legítimo e mandatado representante dos trabalhadores portugueses.

 

A LUTA CONTINUA!!!



publicado por vermelho vivo às 23:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo