"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007
A Revolução de Outubro (II)

Na análise das conquistas e avanços resultantes da Revolução de Outubro, também a educação e as ciências são áreas de grande aposta e desenvolvimento no processo revolucionário russo. Para além do combate ao analfabetismo  e iliteracia, as condições criadas para o estudo e desenvolvimento da ciência, teve repercussões nos avanços cientificos e tecnológicos a nível mundial.

 

“A Revolução Soviética de Outubro de 1917 abriu uma nova era para a ciência russa e despoletou uma compreensão original do lugar das ciências em geral na vida do homem. A Revolução socialista transformou o mundo em todas as áreas da actividade humana, avançando sem limites pela transformação das mentalidades, resolvendo velhas questões e abrindo novas, induzindo uma era fulgurante de desenvolvimento e progresso social.

Os cientistas russos ganharam com a Revolução de Outubro e as universidades deram um salto em frente. Não tanto como se julgará, porém, até ao pós Segunda guerra mundial.

Estudos recentes mostram que os ingressos nas universidades apenas aumentaram em 1/3 até à guerra relativamente ao período czarista. Houve sim no mesmo período um aumento de institutos superiores de formação e também aumento de financiamento das universidades, mostrando a vontade política de as fazer progredir. O governo soviético envidou medidas especiais para permitir o acesso dos operários aos estudos superiores.

Uma das primeiras medidas, em 1919, foi acabar com as propinas! Mas não esqueçamos os mais de 70% de analfabetos em 1917, entre as mulheres chegava aos 88%.

Os sovietes começaram por impor o ensino obrigatório e em 1919 o seu decreto "Likbez", assinado por Lénine, põe em marcha um programa duradouro de irradicação da iliteracia para todos os russos até aos 50 anos, o que permite reduzir aquela taxa a 43,4% em 1926, a 10,3% em 1939 e a perto de 0% nos anos 50...

Haverá que reconhecer aqui o avanço dado pelos astronautas, astrofisicos e astrónomos, alguns trabalhando no programa espacial - uma conquista do sistema soviético que encheu omundo de orgulho e de espanto em Outubro de 1957 com o lançamento do primeiro satélite artificial terrestre - o "SPUTNIK".

Existe sobretudo um campo teórico que tem um papel revolucionário na ciência soviética: é o da matemática. São conhecidos os resultados do apelo à sua divulgação, à formação dos círculos e clubes de resolução de problemas, à participação nas Olimpíadas de Matemática e a publicação de obras didáticas.

A URSS é pioneira na compreensão, pelo materialismo dialéctico, do papel da matemática no ensino do povo, no ensino das massas.

Outro traço importante da Revolução de Outubro na ciência é o facto de as mulheres russas estarem entre as primeiras no mundo a receberem doutoramento em áreas como a matemática, fisiologia, zoologia, química, e noutros campos.” (1)

   

É também isto que, contra a vontade de muitos e a incompreensão de outros tantos, leva todos os comunistas a comemorar com orgulho a Revolução de Outubro: a experiência da construção de uma nova sociedade, mais justa e mais solidária. Uma sociedade com as ciências, a educação, a cultura, o desporto... acessível a todos e uma economia ao serviço do beneficio colectivo e dos interesses do país.

Os revolucionários, não só mantêm hoje a mesma certeza em que esta sociedade é possível como, mantêm hoje a mesma certeza em que esta sociedade só é possivel liberta da opressão e da exploração capitalistas e da dominação imperialista!

 

Reafirmando que a evocação da Revolução de Outubro não dispensa uma análise objectiva e concreta sobre as suas virtudes e os seus erros, indispensável para a sua compreensão e adaptação ao permanente e persistente percurso de construção de uma sociedade socialista, termino citando José Reinaldo Carvalho:

“Celebramos a Revolução de 1917 porque temos princípios. A revolução, que revelou ao mundo o génio político de Lénine, comprovou o caráter científico do marxismo-leninismo e a aplicabilidade histórica de seus conceitos fundamentais."

 

Textos de apoio:
(1) - In: Caderno Vermelho, 15

 

Artigos inseridos no Jornal Avante! de 08-11-07, que recomendo:

OUTUBRO SEMPRE 

VIVA OUTUBRO!

APENAS COMEÇOU 

LÉNINE E A REVOLUÇÃO 



publicado por vermelho vivo às 00:03
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo