"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
O papel da comunicação social ao serviço do capital

"A parte do debate parlamentar de ontem sobre o Tratado de Lisboa foi exemplar de como as mudanças das regras parlamentares aumentaram a democracia: os debates com o primeiro-ministro deixaram de ser um território de claro favorecimento do mais forte, ganhando o equilíbrio de poderes.

Ontem, a oposição esteve em vantagem num duelo que seria sempre muito difícil para o primeiro-ministro: a justificação de como é que deixou cair a promessa eleitoral do referendo europeu. Santana Lopes pareceu ter voltado aos bons velhos tempos de tribuno talentoso e certeiro, sustentando-se na "superioridade política" de, primeiro do que o Governo, ter percebido a necessidade e o imperativo europeu de se abandonar o desígnio do referendo.

Do outro lado, os restantes partidos da oposição estavam à vontade: defensores do referendo, bastava-lhes massacrar o primeiro-ministro com a mudança de posição. Sócrates atravessou terreno minado: as informações segundo as quais agiu sob a pressão de terceiros não lhe favoreceram a imagem de intrépido e convicto decisor."

In editorial do DN de 10-01-2008

 

Este espantoso texto faz parte do editorial do DN de hoje.

Para este jornalista, a base da democracia assenta exactamente no maior ou menor espectáculo circence que o centrão é capaz de dar.

Se o primeiro-ministro tem umas tiradas giras e fica por cima, temos uma derrota de Santana Lopes, se ao invés, Santana Lopes consegue introduzir um número mais atractivo ao espectáculo, então temos a democracia no seu auge.

Só faltou citar no artigo que o deputado da farsa, Manuel Alegre, como convém nestas ocasiões para dar o tal toque de consciência de esquerda na coisa a que chamam partido socialista, pronunciou-se contra a aprovação do tratado pelo parlamento. O que também abona a favor do tal dedate democrático.

Pobres serventuários do capital...

Não se deu conta este jornalista que nesse mesmo debate parlamentar que ele enaltece, os partidos do centrão, com o primeiro-ministro a liderar a farsa e o partido submisso que o endeusa, o PS, a apoiar e com a conivência do irmão gémeo, o PSD, desferiram um golpe do mais baixo nível na democracia portuguesa, passaram um atestado de menoridade mental ao povo português e provaram que a democracia é apenas uma, a deles e mais nenhuma.

Não se deu conta este jornalista que o que se passou no parlamento, foi uma rasteira – até há quem lhe chame uma vigarice – aos cidadãos portugueses. Uma desonestidade sem qualificação do primeiro-ministro português que está mais preocupado em ser um competente tarefeiro da europa do que respeitar as promessas que fez aos 10 milhões de portugueses.

Ao contrário do que escreve este jornalista no seu editorial, que o “debate parlamentar de ontem sobre o Tratado de Lisboa foi exemplar de como as mudanças das regras parlamentares aumentaram a democracia”, o debate de ontem foi mais um duro golpe numa democracia já muito mutilada por esta gente que nos governa à 31 anos e que, com mais ponto e menos virgula, é toda igual – com grandes responsabilidades para este governo PS/Sócrates, pois tem feito mais contra ela que os partidos assumidamente de direita – e a merecer uma grande reflexão dos cidadãos que elegem este tipo de governantes.

Isto sim! Passou-se no debate de ontem no parlamento!

Estes jornalistas, não são honestos politica e intelectualmente e sabem bem que não o são. Mas também sabem, e sabem bem, que são croniquetas destas que lhe asseguram os lugares que ocupam nos jornais ao serviço do capital.



publicado por vermelho vivo às 22:28
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De POESIA-NO-POPULAR a 12 de Janeiro de 2008 às 12:23
Camarada Rogério
Em tempo de crise até a ética se vende!
josé manangão


De POESIA-NO-POPULAR a 12 de Janeiro de 2008 às 12:24
Camarada Rogério
Em tempo de crise até a ética se vende!
josé manangão


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo