"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008
Absolutamente lamentável

O primeiro-ministro, José Sócrates, criticou os manifestantes que no sábado à tarde o apuparam na entrada para a reunião com militantes socialistas.

Na sua desproporcionada indignação, disse José Sócrates: «Nunca tinha visto isto em tantos anos de democracia e considero absolutamente lamentável.»

Pois... José Sócrates não considerou que nós portugueses, também nunca tinhamos visto em tantos anos de democracia e consideramos absolutamente lamentável:

- As políticas implementadas pelo seu governo, com a destruição do serviço nacional de saúde, o estado lastimável em que as cegas reformas do seu governo estão a transformar a educação e a justiça. A crescente desigualdade social como consequência da sua política de benefício aos grupos económicos, um tão grande número de desempregados, tanta precariedade laboral, tão poucos direitos para quem trabalha, tantos portugueses a terem que emigrar para terem direito a uma vida digna ou o roubo descarado nas pensões sociais dos reformados que após anos e anos de trabalho são obrigados a viver com miseras côdeas os últimos anos de vida que ainda lhe restam.

- Nunca em tantos anos de democracia tinhamos visto tão poucos a aumentarem tanto os lucros e tantos milhares a verem as suas condições de vida degradarem-se.

- O encerramento de maternidades e a transformação de ambulâncias em salas de parto ambulantes com as auto-estradas como local previligiado para os nascimentos.

Nunca em tantos anos de democracia tinhamos visto e consideramos absolutamente lamentável:

- Tanta arrogância, tanto autoritarismo gratuíto e tantos ataques à liberdade e à democracia, com intervenções de forças policiais em manifestações legais de estudantes, visitas da PSP a instalações sindicais, a uma tentativa de eliminar os partidos políticos com menos de 5.000 militantes, (embora o governo tenha cedido às pressões e recuado, a intenção ficou bem demonstrada), a constituição de sindicalistas como arguidos pelo simples facto de denunciarem publicamente que com as políticas deste governo, o Vale do Ave está hoje muito mais pobre.

Nunca tinhamos visto em quase 34 anos de democracia e consideramos absolutamente lamentável:

- Que um manifestante tenha sido condenado a 75 dias de prisão porque... pasme-se! participou numa manifestação espontânea exigindo diálogo com o gestor judicial nomeado para a empresa Pereira da Costa, que devido a exercer o cargo em parte-time, não tinha disponibilidade para dialogar com os trabalhadores sobre os problemas existentes na empresa, entre eles o de salários em atraso. Estamos a falar de uma empresa com cerca de 300 trabalhadores.

Nós portugueses, também nunca tinhamos visto em tantos anos de democracia e consideramos absolutamente lamentável:

- Tanta mentira, tanto malabarismo político, tanta falta de respeito pelos cidadãos e tanto marketing para iludir os mais desatentos. A promessas eleitorais de não aumentar impostos e uma prática contrária logo após formar governo. A assumpção de um compromisso para realizar um referendo sobre o tratado constitucional europeu como factor determinante de reforço da democracia e as piruetas utilizadas para dar o dito por não dito e faltar ao compromisso assumido anteriormente eliminando desta forma a oportunidade dos portugueses conhecerem a verdadeira dimensão do Tratado Lisboa, também é inédito em tantos anos de democracia.

- Tantos milhões gastos em estudos encomendados a empresas privados (será que pertencem a alguns amigos?) para suportar decisões ditas inabaláveis e vincadas com expressões como jamais, para depois deitar ao caixote do lixo e mudar radicalmente de opinião, também nós nunca tinhamos visto.

Nunca tinhamos visto em quase 34 anos de democracia e consideramos absolutamente lamentável:

- Um governo decidido e intransigente nas decisões que prejudicam fortemente as classes mais desfavorecidas, os trabalhadores, os reformados, os deficientes, e tão flexivel e disponivel para alterar decisões em que estão envolvidos os lobies do cimento e do betão ou da área financeira.

- Um tão evidente tráfico de influências entre o poder económico e financeiro e o poder político que tem determinado as linhas mestras da política estrutural deste governo.

- Um governo arrogante perante os portugueses e de cócoras para a europa, submisso aos interesses dos grandes paises, aceitando até a entrega de parte da nossa soberania nas mãos da UE.

  

O que na realidade é absolutamente lamentável, não é a legítima indignação de quem sente no dia a dia as consequências deste mediocre governo PS/Sócrates. É sim, o descalabro das políticas que estão a transformar este país num paraíso do capitalismo fundamentalista e a levar milhares e milhares de portugueses ao desespero que consequentemente tem dado origem aos justificados protestos e acções de rua.

O protesto e a indignação são direitos e obrigações de cidadania. José Sócrates não pode pensar que este país pode ser governado com os mesmos critérios de leviandade e tráfico de influências com que por exemplo se suspeita ter adquirido a sua licenciatura de engenharia. E que perante todo este desgoverno, os portugueses estejam disponíveis para comer e calar.

Não haverá quem explique isto a José Sócrates?



publicado por vermelho vivo às 23:11
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De igrejavelha a 18 de Fevereiro de 2008 às 17:10
Não sei quem está por trás desta manifestação, mas sei quem não esta - os comunas sempre assumem o que fazem.


De POESIA-NO-POPULAR a 19 de Fevereiro de 2008 às 00:26
Rogério
E vale a pena explicar-lhe estas verdades?
Ele não é o primeiro ministro dos portugueses, mas, sim o primeiro ministro do grande capital!
Eu senti isso ao ouvi-lo hoje na sic.
O homem asenhorou-se da verdade (dele) e o resto é tudo mentira, nós é que somos os burros porque não mudamos!
A entrevista de hoje foi mais uma ajudinha agora resta saber, quanto vai pedir de troco o Pinto Balsemão.
Felicito-te pelo artigo, um abraço
José Manangão


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo