"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Terça-feira, 15 de Abril de 2008
No Portugal real

O governo estimou a inflação para 2008 em 2,1%. Esta meta foi a base com que o governo negociou intransigentemente os aumentos salariais.

 

Ora, segundo os dados divulgados pelo INE relativos a Março deste ano, os bens essenciais, estão a aumentar muito mais que os salários, esvaziando inevitavelmente os bolsos dos portugueses.

Sendo que os maiores agravamentos dão-se precisamente na cesta base da alimentação, prejudicando, sobretudo, as classes mais desfavorecidas, onde o peso dos alimentos no rendimento mensal é mais elevado.

Ou seja, neste pequeno país onde ser ex-ministro é um previlégio e garantia de futuro risonho, onde se considera inevitável haver centenas de milhares de mãos desempregadas e grandes grupos económicos e financeiros a arrecadarem milhões e milhões de euros de lucro anual, continuam a ser exactamente aqueles que menos podem a suportar o fardo mais pesado da crise. O que até nem é nada de novo. Afinal, sempre tem sido assim, são sempre os mesmos a pagar a factura das políticas  e dos desvarios dos governantes de direita ao serviço do grande capital.

Assim, o pão aumentou 9%, o leite, queijo e ovos 13,5%, as frutas 4,9%, o peixe subiu 5%. Os produtos alimentares, no seu conjunto, estão 3,8% mais caros que há um ano. 
Mas não fica por aqui. O gás botija aumentou 6,8%, a electricidade doméstica subiu 3,6%, os preços dos passes sociais - em transportes combinados - cresceram 4,4%.

Quanto à inflação média anual, ela já vai neste momento em 2,6%, mais 0,5 que as previsões do governo PS/Sócrates (habitualmente e convenientemente erradas. Curiosamente, nunca o erro favorece os trabalhadores e é estimado acima da inflação real. Tal como, nunca é revisto para repôr a perda anual dos prejudicados. Provavelmente, apenas coincidências...).

 

Com um governo sério e com preocupações sociais, os salários também deveriam merecer uma revisão e o respectivo reajustamento aos valores reais da inflação.

O que vai acontecer, é a habitual manipulação dos números por parte do governo. E numa apresentação do país virtual de Sócrates - que em nada se assemelha ao país real dos portugueses - ainda se vai concluir que o poder de compra dos portugueses aumentou relativamente ao ano transacto, como já tinha aumentado relativamente ao ano anterior.

 

Aqui há tempos num forúm da Antena 1, um dos participantes retratava os discursos e mensagens do governo vs realidade do país, mais ou menos desta forma:

"É como irmos na estrada e ouvirmos na rádio uma informação sobre o trânsito que diz que a estrada X, está sem tráfego sendo o itinerário mais aconselhável. Optamos por tal itinerário e quando lá chegamos, deparamos com tráfego intenso e andamento lento. Constatamos então que fomos enganados e que a informação que deveria ser credível era afinal enganosa."

 

Este é um excelente retrato do que se passa neste país. O governo PS/Sócrates, no seu país virtual, só encontra melhorias. Os portugueses no país real, vêem o seu poder de compra cada vez mais reduzido e sentem-sa cada vez mais sufocados económicamente.



publicado por vermelho vivo às 23:49
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De POESIA-NO-POPULAR a 16 de Abril de 2008 às 12:23
A maioria dos portugeses tem o (termostato) avariado, não reage quando devia, quando devia ferver, a água está fria.
Somos tratados como crianças, pior -já nem as crianças aceitam serenm tratadas desta maneira!
Ganhamos (quando ganhamos) o estritamente necessário, para nos mantermos operacionais, e podermos ser explorados, e nem todos têm essa (sorte).Como foi possível chegarmos a esta situação,(democráticamente), será que a maioria dos portugueses já pensou nisso, e se pensou está á espera de quê? -do milagre? Não será preferível, mudar de rumo? ENTÂO?
Rogério, um abraço camarada!
José Manangão


De desiludido a 7 de Maio de 2008 às 00:25
25 de Abril??? o que ganhamos e o que perdemos?, será que ganhamos mais do que perdemos?, ou será que ficamos na mesma de outra forma?, ou será que apenas tiramos o poder a uns, para dar a outros?, deixamos de estar calados para passarmos a poder falar, mas...quem nos ouve?, perdemos segurança nas ruas, mas ganhamos a capacidade de poder matar mais livremente, deixamos de estudar ate a quarta classe como escolaridade obrigatoria, e ganhamos um decimo segundo ano apenas para nos guardarem, porque para aprendermos temos que ter dinheiro, será que ganhamos no campo da saude?, se calhar quem tem dinheiro ate ganhou os outros....bem os outros que vão sobrevivendo como podem, o que é que ganhamos?, ganhamos uma nova classe Politica que promete promete promete e.... rouba-nos cada vez mais, perdemos o fascismo, mas....que raio de nome é que vamos dar agora ao que se esta a passar?, se não é fascismo, será o quê?e não estara a ser igual ou a caminhar para pior do que o fascismo?, não estaremos a completar o ciclo da era do 25 de Abril? sim porque a desilusão vai ganhando força, só os ceguinhos é que não querem ver e os que teem olho em terra de cegos pensam que jamais os ceguinhos irão ver, mas...tomem cuidado, quando menos esperarem vão provar do veneno que nos teem vendido, por isso digo está na hora de pensarmos no...dia seguinte ao 25 de Abril e construir a sociedade que nos prometeram, já passaram 34 anos a brincar e a gozar com o povo, lembram-se aquele que apregoam que é quem mais ordena, está na hora de correr com todo o lixo que nos tem governado desde o famoso 25 de Abril de 1974 e abrir as portas ao futuro.



Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo