"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008
A esquerda blá-blá em conversa

Realizou-se ontem o Fórum das Esquerdas (Esquerdas, como quem diz... Quem os conhecer que os compre), e sobre ele apeteceu-me escrever algumas notas que só não estão estampadas de caras para quem não as queira ver.
 

1.º - Registei o grande destaque dado pela imprensa a este encontro. Foi tal o destaque que, já na Segunda-feira, ainda foi notícia de abertura do telejornal das 13.00 horas da RTP. Também o Prof. Marcelo, no seu espaço de domingo à noite também se alongou sobre o evento e teceu as suas habituais análises, o curioso aqui é que duas semanas antes nem uma única palavra sequer tinha tecido sobre o XVIII Congresso do PCP realizado nesse fim de semana.

Comparando a divulgação, cobertura e destaque dada pela imprensa ao Fórum e a irrelevância com que essa mesma imprensa tratou o Congresso do PCP duas semanas antes, estamos falados sobre o papel desempenhado pela imprensa manuseada pelo poder dominante e pelo capital, na necessária (contra)informação e no papel que presta aos seus donos.
 

2.º - No "JN", jornal que folheio diáriamente entre o almoço e a entrada no trabalho, Isabel Teixeira da Mota, além de uma cobertura soberba!!! Sobre o Fórum escreve o seguinte: «Recorde-se que o PCP não participou, sob o argumento de se tratar de uma iniciativa "sectária"». E pronto... Se a jornalista (de excelente craveira como se comprova) diz e escreve isto, é porque é assim!

Nada mais mentiroso!

Se a jornalista fosse efectivamente jornalista teria escrito: Recorde-se que o PCP não participou PORQUE NÃO FOI CONVIDADO. O que levou inclusive o PCP a considerar a iniciativa de sectária.

Mas não! Não era isto que convinha que os leitores do seu jornal soubessem mas sim o que ela escreveu. De facto, já se mente descaradamente e sem uma ponta de pudor.
 

3.º - Disse Manuel Alegre (mais conhecido em Coimbra por Pateta Alegre, os conimbricences que o conhecem bem lá saberão a razão de tal alcunha), mas disse ele que a tal alternativa de que fala “Não se fará sem eleitores, simpatizantes e militantes do PS".

Claro que a verdade não é bem essa, mas também não era a verdade que ele queria exprimir. E a verdade, aquela verdade inquestionável e que todos nós sabemos é esta:

Não existe nem nunca poderá existir alternativa ou convergência de esquerdas em Portugal sem a maior força política de esquerda: o PCP.

Alegre sabe isto tal como também sabe que o seu jogo não é, nunca foi, nem nunca será criar qualquer alternativa ou convergência de esquerda, tudo não passa de blá-blá-blá. E também sabe perfeitamente que o PCP não se disponibiliza para brincar aos Fóruns, convergências e alternativas blá-blá-blá.
 

4.º - No meio de tanto blá-blá-blá e de tanto tratamento informativo pela imprensa, não consegui encontrar nenhum indício da tal política alternativa, ou seja, em momento nenhum alguém disse que só com uma ruptura profunda com esta política de direita, só com o afastamento dos partidos de direita PS/PSD/PP do poder se pode construir uma alternativa séria e viável para Portugal.

Por aquilo que eu percebi, é absolutamente necessário mudar o estilo, retocar alguns pontos na política seguida nestes 32 anos de governos PS/PSD/CDS/PP, mas no essencial... Na tal ruptura... Nada.
 

5.º - Manuel Alegre não é novo nestas coisas. Já pintou a manta de cores de esquerda à uns tempos quando quis ser Presidente da República, falou de um PS deteriorado que já não era o dele, da possibilidade de um novo movimento civico, blá-blá-blá...

Depois... Bem, depois foi sentar-se na sua cadeira de deputado do PS na Assembleia da República e votou favoravelmente todas as medidas apresentadas pelo seu Partido na Assembleia e em alguns casos para não parecer tão mal - tamanha era a contradição entre o que dizia e o que fazia lá se abstinha. Pena é que com tamanha discordância ideológica nunca fosse capaz de votar contra. Ou seja, estes arrufos de Alegre começam a tornar-se um dejá-vú. Curiosamente, acontecem sempre em momentos precisos.
 

6.º - Manuel Alegre falou até da possibilidade de um novo partido que vá a votos. Aqui então é que eu não percebi nada.

Manuel Alegre continua a ser militante do PS, membro da comissão política do PS, deputado na Assembleia da República pelo PS, vice-presidente da Assembleia da República pelo... PS. Se com tanto blá-blá-blá não foi ainda capaz de se demitir de nenhum destes cargos, como é possível acreditar que este homem esteja a falar verdade?

Desenganem-se os mais distraídos, Manuel Alegre foi, é e será sempre deste PS que está a destruir os serviços públicos, a proteger o grande capital, a tentar aniquilar os sindicatos, os direitos de quem trabalha..., do outro PS que legalizou o Lay-off e os contratos a prazo..., do PS que liderou a contra-revolução em concluio com a Frank Carlucci e a CIA, do PS que há-de vir...
 

7.º - Considero simplesmente lamentável o papel do BE e a busca de protagonismo eleitoral. Enchem a boca de esquerda, alternativa, convergência... Mas na realidade mais não fazem que ser um instrumento útil para a perpetuação das políticas de direita seguidas ao longo de 32 anos em Portugal.

Depois da fretada prestada ao PS com o tal Zé (de que efectivamente António Costa precisava), estão novamente disponíveis para mais umas fretadazitas com Alegre agora, com a Roseta depois...

Dizendo-se de esquerda através das palavras, demonstram acima de tudo uma incoerência inacreditável deixando bem claro que o seu adversário não é a política de direita mas sim o PCP. Daí não o convidarem para a conversa Alegre com que se entretiveram durante o dia de Domingo.
 

8.º - Na conclusão de tudo isto, não percebi quais as conclusões do Fórum, que acções objectivas vão ser levadas a cabo para derrotar esta política de direita.

Há!!! Concluíu-se que... É preciso promover o pleno emprego..., combater à especulação financeira..., distribuir equitativamente o rendimento..., reforçar os serviços públicos... Pois... mas como se atingem estes objectivos?
Bem... Talvez em coligação com este PS e retocando um pouco as suas políticas de direita...

Ora ai está!!! Tal e coisa, coisa e tal e vive-versa... Mas... Nunca pondo em causa este extraordinário modelo de sociedade vigente onde uns se abotam á tripa-forra e a maioria vive nas ruas da amargura. Nunca, mas nunca, pondo o dedo verdadeiramente na ferida: só com uma ruptura com a política seguida ao longo dos últimos 32 anos é possível encetar o caminho da mudança.

Concluindo: estão bem uns para os outros. Bloquistas, Alegristas, ex-Comunistas e afins. Continuem que o poder dominante agradece e compensar-vos-á com uns rebuçaditos quando tal for necessário.
 

É exactamente devido a esta extraordinária utilidade que esta gente tem para a continuação das políticas de direita que os meios de comunicação que cumprem o seu papel de serviçais do poder dominante e do grande capital lhe dão tanto destaque.

 

É exactamente porque o PCP não se presta a este papel de bobos da corte, que os mesmos meios de comunicação que cumprem o seu papel de serviçais do poder dominante e do grande capital tentam abafar o mais que podem.



publicado por vermelho vivo às 23:56
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De José Manuel Faria a 16 de Dezembro de 2008 às 17:45
"Depois... Bem, depois foi sentar-se na sua cadeira de deputado do PS na Assembleia da República e votou favoravelmente todas as medidas apresentadas pelo seu Partido na Assembleia e em alguns casos para não parecer tão mal - tamanha era a contradição entre o que dizia e o que fazia lá se abstinha. Pena é que com tamanha discordância ideológica nunca fosse capaz de votar contra. Ou seja, estes arrufos de Alegre começam a tornar-se um dejá-vú. Curiosamente, acontecem sempre em momentos precisos"
"Parlamento. PS aprovou diploma sozinho
O deputado socialista Manuel Alegre juntou-se ontem aos partidos da oposição no voto contra a nova Lei de Segurança Interna (LSI)."

"O Código do Trabalho foi aprovado, esta sexta-feira, apenas com os votos favoráveis da bancada socialista. Contudo, quatro parlamentares do PS optaram por votar contra, incluindo Manuel Alegre"

"Os projectos de resolução da oposição pela suspensão do processo de avaliação dos professores foram hoje "chumbados" pelo PS, numa votação em que cinco deputados da maioria, entre eles Manuel Alegre, "furaram" a disciplina de voto."

- Alguns exemplos.

Rogério, podes defender a tua Tese, agora não necessitas de mentir.


De vermelho vivo a 18 de Dezembro de 2008 às 02:48
Caro José Manuel:
Mentir???!!!
Dir-lhe-ia a si para ser sério e honesto politicamente e chegará à mesma conclusão que eu.
Mas o José Manuel também é dos que preferem iludir-se e obter um bom resultado eleitoral. Mesmo que depois tenha que engolir um sapo enorme assim como... o Zé, por exemplo.
Assim sendo, continue.

Espero que o post acima possa esclarecer o raciocinio que utilizei neste post.
Se mesmo assim eu estiver enganado, ou a mentir como diz...

cumprimentos.


De Mugabe a 17 de Dezembro de 2008 às 01:56

É a esquerda caviar no seu melhor,...e como o pateta Alegre gosta de caviar.....lá vai todo emproado e vaidoso dizer as costumadas labreguices para elevar o ego.


De vermelho vivo a 18 de Dezembro de 2008 às 02:54
Mugabe
Nem mais. A vaidade de Alegre também está contida nestes arrufos pontuais.
Mas como os outros apenas tem a preocupação do exito eleitoral, tudo o que vem à rede é peixe.

Um abraço


De POESIA-NO-POPULAR a 17 de Dezembro de 2008 às 19:13
ói Rogério
Eu nunca vi, tanta hipócrisia, como esta que se está a passar entre o Alegre o BEs e os Ex, que nunca mais deixam de o ser, quando chegar a hora de contar espingardas é que eu me vou rir.
O Alegre de 2008 , está a concretizar o trabalho iniciado por M.Soares em 1976, ambos são peritos em contra-revolução, fazem-me lembrar determinadas seitas religiosas a arrebanhar descontentes, e claro a intenção deles é arrastarem o PCP para estes fait-divers.
Como o PCP já é de maior idade, não alinha nestas cobóiadas, então´`a que del-rei que são sectários blá blá ´blá , entretanto os vampiros continuam a sugar.
Abraço Camarada


De vermelho vivo a 18 de Dezembro de 2008 às 02:50
É verdade Manangão,
e o PCP é que é sectário...
Estes pseudo-esquerditas estão mesmo bem uns para os outros.

Um forte abraço


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Os meus hinos

 

 

 
Melhores adeptos do mundo