"Quem luta, nem sempre ganha, mas quem não luta, perde sempre!"

 
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007
O Papa Bento XVI

Na abertura da V Conferência Episcopal latino-americana, em Aparecida, no Brasil, o Papa Bento XVI disparatou desta maneira:

Os "governos autoritários" e o regresso de "certas ideologias que considerávamos ultrapassadas" estão a ameaçar a América do Sul. Bento XVI dirigia-se claramente contra os novos dirigentes de esquerda Sul Americanos como o boliviano Evo Morales, o equatoriano Rafael Correa ou Hugo Chávez, Presidente da Venezuela.

Mas foi mais longe o Papa nos seus disparates papais, antes de viajar para Itália, negou a responsabilidade da Igreja Católica na destruição das civilizações pré-colombianas. Ao contrário do seu antecessor, João Paulo II, que inclusive pedira desculpa aos índios, este Papa tenta esconder o que a história já consagrou como uma verdade.

"Negar que a imposição da religião católica foi usada para dominar os povos indígenas é querer ocultar a história", Foi a resposta de Luis Andrade, director da Organização Nacional dos Indígenas da Colômbia.

Com este conservadorismo imposto por um Papa que não engana ninguém, a Igreja só pode andar para trás.

Fosse ele tão claro na condenação do genocídio e na barbárie praticados pelos EUA no Iraque e no Afeganistão ou dos assassínios cometidos pelos Israelitas na palestina, na condenação do poder corrupto, repressivo e belicista de Álvaro Uribe na Colômbia, nos atropelos aos direitos humanos com prática sistemática de detenções arbitrárias, tortura, repressão e julgamentos parciais praticados no México ou dos massacres sobre o povo de Oaxaca.

Fosse ele tão claro na condenação da criminosa distribuição de riqueza e das práticas do capitalismo selvagem e da globalização que está a gerar cada vez mais pobres à face da terra, que se calcula neste momento em 307 milhões de pessoas, e que 815 milhões de pessoas em todo o mundo sejam vítimas de crónica ou grave subnutrição, a maior parte das quais são mulheres e crianças dos países em vias de desenvolvimento. As estatísticas dizem que a cada 3,5 segundos morre de fome um ser humano.

Fosse ele tão claro na condenação do bloqueio criminoso de um país (EUA) sobre outro (Cuba) atropelando todas as convenções e resoluções das Nações Unidas, sufocando a sua economia com prejuizo para milhões de Cubanos que se vêm privados de muitos bens e de uma economia que lhes proporcione melhores condições de vida.

Podia continuar aqui a enumerar motivos que à luz da doutrina cristã de defesa e protecção dos mais desfavorecidos e desprotegidos, em nome da justiça social, da liberdade e da dignidade dos seres humanos, na defesa dos mais carenciados e oprimidos deviam causar preocupações e merecer a denuncia do Papa Bento XVI.

Mas o Sr. Joseph Ratzinger sobre quem se diz ter sido militante nazi na juventude, ou o Papa Bento XVI, está mais preocupado com os governos de esquerda eleitos livre e democráticamente na América do Sul.

Só lhe falta assumir que debaixo da sua doutrina arqui-conservadora também sente falta da existência da SANTA INQUISIÇÃO que condenaria todos os comunistas à fogueira.



publicado por vermelho vivo às 01:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Maio de 2007
Pára tudo!

Retirado do site da CGTP-IN

 



publicado por vermelho vivo às 12:51
link do post | comentar | favorito

Somos realmente únicos!!! (VI)

O Pesadelo terminou!!!

O Vitória vai ocupar novamente o seu lugar natural entre os melhores do futebol.

Foi uma época histórica para a 2.ª Liga. Com a presença do Vitória, esta divisão teve um mediatismo como nunca tivera, inclusive com um jogo transmitido em horario nobre na Sportv, bateram-se inumeros recordes de assistência quer da 2.ª liga com o Estádio D. Afonso Henriques a atingir assistências que esta divisão nunca atingiu e provavelmente jamais atingirá, quer ao nivel dos clubes que registaram nos jogos com o Vitória enchentes inéditas ao ponto de ser necessário proceder à colocação de bancadas amoviveis para receber os adeptos vitorianos como foi o caso do Gondomar. Os extraordinários adeptos do Vitória espalharam a alegria do futebol de norte a sul do país e deixaram uma imagem que levou muitos adeptos de outros clubes a curvarem-se positivamente perante a grandeza deste clube e a admirarem esta paixão única dos seus adeptos.

A forma abnegada com que o clube, a cidade e as suas gentes encararam este precalço demonstra que o VITÓRIA é efectivamente o maior clube português depois dos chamados  3 grandes. Não se rasgaram cartões, ninguém se desmotivou, ninguém se afastou e a descida à 2.ª liga não passou mesmo de um precalço no longo historial do Vitória.

Antes pelo contrário, esta descida serviu para se aferir da verdadeira força deste clube e da sua ligação profunda com a cidade, com a sua identidade e as suas gentes.

Aqui vive um povo orgulhoso na sua cidade, na sua história, nas suas tradições e que cultiva como ninguém o este orgulho na sua condição de vimaranense e o VITÓRIA é um dos maiores simbolos desta nobre identidade.

A foto acima representa bem a paixão dos vimaranenses e a força deste clube. Com todo o respeito por todos os clubes da 2.ª Liga, a verdade é que o Vitória estava aqui por engano, não faz parte deste campeonato.



publicado por vermelho vivo às 12:12
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Maio de 2007
Festas, festanças e...

"...Em 2006 a junta desrespeitou uma regra de ouro da boa gestão autárquica, ao gastar em festas e festanças muito do dinheiro recebido da câmara.

E, como tem sido hábito desde que tomou posse, procura desviar a atenção desse mau acto de gestão através de manobras de diversão que misturam mentiras com meias-verdades e disparates..."

Quem o diz é o  PCP/TAIPAS  Blog.  Clique aqui para ler tudo.



publicado por vermelho vivo às 12:28
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Maio de 2007
O Capitalismo

O capitalismo nunca deu abrigo a quaisquer princípios internos que por si mesmos exijam o pagamento de salários justos ou a eliminação das condições sociais degradantes em que vive a maior parte dos pobres. Quaisquer benefícios de que gozam os marginalizados, para não falar da classe média, são resultado de forças externas como as revoluções, a ameaça de uma revolução, as greves, as exigências dos movimentos de massas, e por aí fora. Embora existam diversos tipos de redes de segurança social espalhadas pelos países de todo o mundo, a incansável pressão do capitalismo para maiores lucros, através da expansão, obriga inevitavelmente o sistema a agir retrogradamente em relação à melhoria da sorte da maioria.

Stephen J. Fortunato Jr, Membro do Supremo Tribunal de Justiça de Rhode Island

Este artigo encontra-se em http://resistir.info/



publicado por vermelho vivo às 20:21
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Maio de 2007
Assim se faz Portugal...

"Os quatro maiores bancos privados portugueses registaram um crescimento médio de 24% nos seus lucros no primeiro trimestre deste ano. Millennium bcp, Banco Espírito Santo (BES), Banco Santander Totta (BST) e Banco Português de Investimento (BPI) obtiveram resultados de 558,4 milhões de euros nos primeiros três meses de 2007, com todas estas instituições a apresentarem crescimentos na casa dos dois dígitos."

A notícia vem no “DN” de hoje.

 

O artigo não diz, mas também é verdade que em contraponto com este crescimento dos astronómicos lucros da banca, os portugueses têm cada vez menos poder de compra, que cada dia que passa são mais as famílias que não tem capacidade para pagar os empréstimos contraídos a estes mesmos bancos para compra de habitação, automóvel ou outras necessidades que vão surgindo. Que cada vez os cidadãos pagam mais pelos serviços bancários de que necessitam, como anuidades de cartão multibanco ou crédito, juros pela utilização de cartões de crédito, pagamento de cheques, taxa de manutenção de conta, etc., etc. até um simples impresso comprovativo da existência de um crédito custa num banco 25,00 euros.

O artigo não diz, mas também é verdade, que cada vez os outros portugueses, aqueles que trabalham, estão mais pobres, vivem mais inseguros devido aos altos niveis de precariedade no emprego e ao aumento do desemprego.

O artigo não diz, mas também é verdade que enquanto estes quatro bancos registam um crescimento médio de 24% nos seus lucros, os outros Portugueses, aqueles que trabalham, são obrigados a  emigrar para Espanha, procurando lá o que lhes é vedado no seu país, ou seja, ganhar o suficiente para poder ter uma vida digna, só na nossa vizinha Galiza estão neste momento cerca de 49.000 Portugueses a trabalhar.

O artigo não diz, mas também é verdade que em rota de colisão com estes lucros, existem em Portugal cerca de 1.700.000 pobres (um milhão e setecentos mil)

Mas estes lucros apresentados pela banca mostram que nem todos se dão mal com as políticas neo-liberais deste governo Sócrates/PS e remete-nos para uma frase que se pensava já em vias de extinção:

“Assim se faz Portugal, uns vão bem e outros mal!”



publicado por vermelho vivo às 18:41
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Maio de 2007
Trabalhadores em luta


publicado por vermelho vivo às 00:57
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Maio de 2007
João Proença e a UGT

João Proença no 1.º de Maio:

...“O líder da UGT não deixou ainda assim de censurar fortemente o Executivo Sócrates, sobretudo pelo aumento do desemprego, da precariedade do trabalho e das desigualdades sociais. "Sentimos novamente a pobreza e a exclusão", disse, já que o combate ao défice público "tem sido feito à custa dos salários e das pensões", além da quebra no investimento público. "Não é aceitável as políticas do quero, posso e mando!"

João Proença, num discurso duro para o Governo, responsabilizou-o pelo "caos" na administração pública. "Assiste-se também a uma ameaça generalizada aos trabalhadores de passarem para o quadro da mobilidade. Basta que não agradem ao chefe."

Perante cerca de mil pessoas, Proença frisou que a única inspecção que não é reforçada é a do trabalho. "Até parece que os trabalhadores são a última prioridade do Governo.”

In "DN" de 02-05-2007 

 

Teriam que me explicar como se Eu fosse muito, muito, muito burro, porque é que este mesmo dirigente sindical e esta central sindical dizem não haver razões para a convocação de uma greve geral...

A cara não bate com a careta, aponta razões suficientes, mas sente-se obrigado a fazer o "frete" ao PS não alinhando na greve geral e tentando dividir os trabalhadores.

Talvez nas "fretadas" que a UGT se envolve, se encontre a explicação para o facto de no 1.º De Maio da UGT estarem cerca de 1.000 (???) pessoas e no 1.º de Maio da CGTP estarem cerca de 60.000. Os trabalhadores sabem bem quem são os seus dignos representantes e quem são os farsantes do meio sindical.

Não fosse o protagonismo que o governo e a comunicação social se vêm obrigados a dar-lhe e este dito sindicato já nem fazia parte da história actual. Assim, lá vai tentando cumprir (sem êxito) a sua função de divisão no meio laboral.

A GREVE GERAL marcada pela CGTP será uma grande resposta  da classe trabalhadora às politicas neo-liberais do governo Sócrates/PS e não serão meia dúzia de falsos sindicalistas que a conseguirão pôr em causa.

A resposta às palavras de João Proença, vou buscá-la a uma frase de Che Guevara:

"A Revolução é algo que se tem na alma, não na boca para viver dela"



publicado por vermelho vivo às 23:57
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Maio de 2007
Inadaptats

Hoje, dia 1.º de Maio parece-me justo homenagear também uma banda que fez do orgulho da classe trabalhadora uma das suas bandeiras.

Mais uma banda Catalã, terra de resistência, que continua a marcar presença neste blog.

Os Inadaptats, foram uma banda que tive o prazer de ver ao vivo na Festa do Avante em 2003.
Inundaram o palco com a sua habitual consciência politica-social e uma enorme energia contagiante, provocando uma envolvência e empatia entre a banda e público, memorável para quem teve o previlégio de estar presente.

Os Inadaptats eram para mim desconhecidos e foram uma extraordinária surpresa. Foi a partir desse concerto que comecei a procura das suas músicas e do seu trajecto.

As origens dos Inadaptats remontam a 1990, em Vila-Franca de Penedès, na Catalunha. Como muitos outros grupos de adolescentes, a sua paixão pela música levou-os a formar uma banda. Mas estes cinco jovens eram ainda mais inquietos, queriam mudar a sociedade á sua volta, uma sociedade capitalista, que marginaliza por raça e por classe social.
Definiam-se a si mesmos como comunistas marxistas-leninistas, nacionalistas e independentistas Catalães, “Somos um colectivo politico-musical contra-informativo com o objectivo de estender a utopia na Catalunha.”

O pensamento marxista-leninista esteve sempre presente na banda e a sua voz e música serviu sempre como altifalante dos mais desfavorecidos, dos povos oprimidos, das mulheres e da classe trabalhadora.

No dia 28 de Maio de 2005, os Inadaptats realizaram o seu último concerto como grupo em Vilafranca del Penedés. Terminaram assim mais de 15 anos em cima dos palcos fazendo música e política. Desse concerto, foi editado um ano mais tarde um DVD, “Cremem les nostres naus”.

Deste concerto podem ser encontrados vários videos no you tube, é um desses vídeos que por aqui deixo homenageando uma das melhores bandas de rock alternativo que vi ao vivo e o orgulho de classe trabalhadora.

 



publicado por vermelho vivo às 13:29
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Resistir!

Demissão!

A frase do dia

Festa da Fraternidade 201...

A Voz que Conta!

Fascismo. Cuidado eles an...

Ai Crato. Ai, Ai...

Álvaro Cunhal

O 10 de Junho

semelhanças...

arquivos

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006